Surpresa positiva no grid

Comandada por Gerhard Berger, a sucessora da Minardi é uma das revelações desta temporada. Um dos motivos é por ter sido a primeira equipe a vencer uma corrida com motor Ferrari, sem ser a própria escuderia italiana. Além disso, impressionou ao superar a matriz Red Bull, que dispõe teoricamente de mais recursos para conquistar melhores resultados.A fórmula para o ano positivo, entretanto, acaba de ser ?roubada? pela Red Bull: Sebastian Vettel correrá por esta equipe em 2009. É uma peça que fará falta.FALTOU BRILHOBourdais merece mais um ano de avaliação, já que foi ofuscado pelo brilhantismo do companheiro de equipe e enfrentou dificuldades para andar rápido nos treinos. Teve duas chances de bons resultados, mas deu azar: o carro falhou na Itália e foi punido no Japão (de 6º, ficou em 10º).NOVA PROMESSAEntrar para a história como o vencedor e pole mais jovem da F1 não foi o único mérito de Vettel em 2008. O melhor alemão desde Schumacher fez ótimos treinos e marcou pontos constantemente na reta final da temporada. Apesar de jovem, encara as conquistas com naturalidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.