Surpresas marcam torneio de tênis

Após a queda do suíço Roger Federer, número 1 do mundo, agora foi a vez de Andy Roddick, o segundo do ranking, ser eliminado do torneio olímpico de tênis. O norte-americano foi arrasado pelo chileno Fernando Gonzalez, que, em 1 hora e 10 minutos, fez duplo 6/4, levantando a torcida grega. A outra grande surpresa da quarta-feira foi a derrota da norte-americana Venus Williams para a francesa Mary Pierce, também por duplo 6/4.Fernando González teve excelente atuação e não deu chances a Roddick. Não cedeu nenhum break point no primeiro set e aproveitou um dos três que teve. Na segunda série, o tenista chileno, que conquistou o ATP de Viña Del Mar vencendo Gustavo Kuerten na final, no início do ano, teve um pouco mais de dificuldade. Salvou seis pontos que representariam a quebra de seu serviço e derrubou o saque do adversário no nono game, para, em seguida, fechar a partida.Apesar dos 13 aces de Roddick, o chileno devolveu bem o saque-canhão do norte-americano e foi bem superior nas trocas de bola. Conseguiu 23 winners contra apenas 6 do rival. Fernando González, já nas quartas-de-final, enfrenta agora o francês Sebastien Grosjean, às 11 horas (de Brasília) desta quinta-feira.O Chile tem outro representante nas quartas-de-final em Atenas. Nicolás Massu, algoz de Guga na primeira rodada, sofreu, mas passou pelo russo Igor Andreev por 2 a 1 (6/3, 6/7 e 6/4). Embora seja o décimo cabeça-de-chave e tenha eliminado Guga na estréia, Massu parece não ter prestígio com os gregos. Foi escalado para atuar na quadra 5, uma das menores do complexo. O local não foi capaz de comportar os torcedores chilenos, que tiveram de se apertar para ver o jogo.Durante o jogo, Massu demonstrou não ter nenhuma simpatia, o que vem sendo uma constante na competição. No início do terceiro set, irritado com a reação de Andreev no confronto, reclamou com um garoto que trabalhava na partida pela demora para lhe dar a bolinha. O chileno pega, nesta quinta-feira, o espanhol Carlos Moyá, desta vez na quadra central.Decepção grega - Com a surpreendente queda de Venus Williams, a belga Justine Henin-Hardenne fica com o caminho aberto para conquistar o título no feminino. Ela bateu com facilidade a australiana Nicole Pratt por 6/1 e 6/0 e, nesta quinta-feira, duela com Mary Pierce. Quem vai bem também é a francesa Amelie Mauresmo. Nesta quarta-feira, ela passeou contra a norte-americana Chanda Rubin (6/3, 6/1) e, agora, encara a russa Svetlana Kuznetsova.Com a quadra central lotada, a grega Eleni Daniilidou, que havia empolgado a torcida com duas boas vitórias nas primeiras rodadas e foi capa de vários jornais esportivos do país, não resistiu à russa Anastasia Myskina e perdeu por 2 a 0 (7/5 e 6/4).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.