Surpreso com prata, César Castro prepara novo salto para Pequim

A medalha de prata no trampolimde 3 metros foi uma surpresa para César Castro, que ficou atrásapenas do campeão pan-americano e vice mundial na final destaquinta-feira. A medalha de ouro ficou com o canadense Alexandre Despatie,que também é vice-campeão olímpico, e conquistou o ouro 10,95pontos à frente do brasileiro. O bronze foi para onorte-americano Troy Dumais. "A gente sabe que o grande favorito sempre foi o Alexandre.Sei que se por acaso ganhasse dele seria uma surpresa muitogrande, e já foi uma surpresa ficar na frente do Troy, pois noMundial (deste ano) fiquei atrás dos dois", disse Castro ementrevista coletiva, explicando que na verdade esperava oterceiro lugar. "Se saísse o bronze eu ficaria feliz da vida. Hoje era meudia, eu estava muito bem, inspirado. Esse resultado é bom paraeu me animar ainda mais, pouco a pouco estou subindo",acrescentou. Castro explicou que a série de Despatie teve saltos demaior dificuldade que a sua, e que para a Olimpíada de Pequim,em 2008, ele pretende fazer um novo salto. Cesar garantiu umavaga para o país no Mundial de Melbourne, em março, e temgrandes chances de ser o representante do Brasil. "Penso em incluir outro salto para deixar a série maisdifícil para Pequim. Não o fiz aqui porque ainda não tivesegurança. Falta trabalhar nos detalhes, se quiser uma boacolocação na Olimpíada tem que ser nota 9 ou 9,5."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.