Suspeito de assassinato, jogador da NFL é detido

Aaron Hernández, jogador do New England Patriots, equipe da liga de futebol americano dos Estados Unidos, deixou a sua casa algemado por policiais, nesta quarta-feira, mais de uma semana depois de um atleta semiprofissional de Boston ter sido encontrado morto em um setor industrial a quase dois quilômetros da casa do tight end (posição de quem atua no setor ofensivo) da equipe norte-americana.

AE-AP, Agência Estado

26 de junho de 2013 | 11h40

Odin Lloyd, de 27 anos, do Boston Bandits, equipe semiprofissional de futebol americano, foi encontrado morto no último dia 17 de junho. E seus familiares destacaram que ele estava namorando uma mulher cuja irmã é noiva de Hernández, assim como revelaram que ambos eram amigos e estavam juntos na última noite de vida de Lloyd.

As autoridades locais disseram que a morte foi provocada por um homicídio, mas não explicaram como ela ocorreu. Não ficou claro também o motivo da detenção de Hernández nesta quarta, ocorrida por volta das 9 horas (horário local), quando foi colocado no banco traseiro de um carro da polícia.

A polícia realizou várias buscas na casa de Hernández, que fica nos arredores de North Attleborough, no Estado de Massachusetts. E foram emitidos ao menos três mandados de busca relacionados a essa investigação.

Jornalistas da imprensa local montaram campana por vários dias na frente da casa de Hernandéz, que fica próxima ao estádio onde joga o Patriots na NFL, e reportaram nos últimos dias que o jogador foi visitado pelo advogado James Sultan na última terça-feira.

Hernández foi escolhido para jogar no Patriots no Draft de 2010, quando lhe foi oferecido um contrato de cinco anos e US$ 40 milhões. O porta-voz do time, Stacey James, disse que a equipe não irá comentar a investigação da polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol americanoNew England Patriots

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.