Tacada certa

NO GRAMADOSimples: o esporte pode ser feito por qualquer um disposto a caminhar. Extravagante? Dar algumas tacadas custa de R$ 10 a R$ 8 milO ator Robin Williams disse certa vez que só um povo maluco como o escocês poderia ter inventado um esporte como o golfe. Afinal, qual é a graça de bater em uma bola minúscula para colocá-la em um pequeno buraco a metros de distância?Para Vlademir da Silva, vice-presidente da Federação Paulista de Golfe, o que torna o esporte interessante é o conjunto: "É ao ar livre, você esquece os problemas e se concentra só na bolinha". O engenheiro Vinícius Meng, 36, pratica há dez meses e lembra mais um benefício. "É desestressante. Você caminha bastante e aproveita para conversar com os amigos", diz ele, que joga com os irmãos Gustavo e Lucia. Um jogador profissional chega a andar até 16 km por partida.Apesar da fama de elitista que o esporte tem, é possível dar tacadas a partir de R$ 10 (no FPG). Há campos que emprestam equipamento e dão aulas - mas não desanime se demorar a pegar o jeito. Só é bom aprender alguns termos antes. Afinal, ?bola fora?, só se for do buraco.Antes de jogarConheça termos usados no esporte:Birdie - quando se acerta o buraco com uma tacada a menos do que o ideal.Bogey - quando se acerta o buraco com uma tacada a mais do que o ideal.Driving range - espaço gramado onde o jogador pratica tacadas de longa distância, sem sair de um ponto fixo.Ferros - são tacos com linhas mais retas. Há nove tipos diferentes. Green fee - valor cobrado para usar os 18 buracos de um campo.Handicap - sistema de pontuação utilizado para equilibrar um jogo entre competidores de diferentes categorias.Madeiras - são tacos arredondados, melhores para as tacadas à distância (e piores para tacadas de precisão).Par - número ideal de tacadas para colocar a bolinha em cada buraco.Tee - ponto de partida para o buraco ou suporte para dar a primeira tacada.Sem bola foraApesar de não parecer um esporte muito exigente, o golfe pode machucar, se for praticado em excesso. Como os movimentos são repetitivos, o desgaste em alguns grupos musculares é maior. Prova disso é Tiger Woods, lenda do golfe, que sofre com lesões no joelho esquerdo. Entenda, ao lado, quais partes do corpo exigem mais atenção.Braço preparadoTacadas seguidas podem trazer problemas às articulações de ombros e punhos. Para evitar uma tendinite, alongue-se antes.Mais forteO golfe trabalha os músculos dos braços, abdômen e peito, e exige longas caminhadas.De joelhosNa finalização da tacada, o atleta gira o corpo e joga seu peso na perna de apoio. O movimento pode prejudicar o joelho.Dois campos e três kitsFPG Golfcenter9 buracosGreen fee: R$ 60Balde com 60 bolas: R$ 15Empréstimo dos tacos: grátisR. Dep. João Caldeira, 273, Jd. Ceci, 5587-5844. 7h/22h (2ª, 16h/22h; sáb., dom. e fer., 7h/21h).Terras de São José Golfe Clube - Itu18 buracosGreen fee: R$ 250 (sáb., dom. e fer.)Balde com 20 bolas: R$ 4Empréstimo dos tacos: R$ 35Al. São José Golfe, s/nº, Itu, 4024-1109. 7h/18h (sáb. e dom., 6h40/18h30; fecha 2ª).Bom e baratoConjunto com quatro marcas diferentes para quem está começando. São 4 ferros, 1 madeira, driver e putter simples. R$ 800CompletoPara quem pode investir um pouco mais,o conjunto da Golden Bear tem tudo: 3 madeiras, 2 híbridos, 6 ferros, putter e driver. R$ 1.500ProfissionalA Titleist faz produtos para profissionais, a preços pouco modestos. São 8 ferros, 1 madeira, 1 híbrido, mais putter e driver. R$ 8 mil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.