Tae kwon do brasileiro já soma três derrotas em lutas pelo bronze

O tae kwon do brasileiro segue decepcionando nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Depois de ganhar duas medalhas no Mundial da modalidade, no primeiro semestre, tem apenas um bronze em Toronto. Por enquanto, participou de quatro lutas que valiam o terceiro lugar e foi derrotado em três.

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2015 | 23h01

Nesta terça-feira, quem teve a oportunidade de ir ao pódio foi Julia Vasconcelos, na categoria até 67kg. A atleta, de 23 anos, chegou até a semifinal após vencer Brienna Hernandez, de Porto Rico, e Adanys Cordero, da Venezuela. Na semi, acabou derrotada pela norte-americana Paige McPherson, número 13 do mundo, por 8 a 6.

A chance do bronze veio contra a argentina Alexis Arnoldt, que foi mais agressiva durante a luta, acertou um chute na cabeça da brasileira e venceu por 5 a 1, ficando com a medalha de bronze. A americana levou o ouro, após vencer uma mexicana.

Antes os homens, na categoria até 80kg, André Bilia só perdeu. Caiu diante do cubano José Cobas, por 8 a 5, e do venezuelano Javier Medina, por 9 a 7. Sequer chegou à disputa por medalhas.

Assim, ao fim de três dias de competições na modalidade em Toronto, o Brasil soma apenas uma medalha de bronze. O resultado é ruim porque o Pan tem peso quatro no ranking olímpico, que define os classificados para o Rio-2016 - a maioria das etapas do Circuito Mundial tem peso um.

No tae kwon do, a federação internacional (WTF) deu quatro convites para o Brasil na Olimpíada, mas não permite ao país-sede disputar os Pré-Olímpicos. Novas vagas, só para os brasileiros que fecharem o ranking olímpico entre os seis primeiros. Só Iris Sang, sexta do mundo e bronze em Toronto, deve conseguir. André é só o 31.º, Julia, a 24.ª. Nenhum deles deve conseguiu alcançar o Top 6.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanostae kwon do

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.