Taiana/Talita e Maria Clara/Carol fazem a final no Grand Slam de Haia

Na chave masculina, o Brasil também tem chance de título com a dupla Bruno Schmidt/Pedro Solberg

AE, Agência Estado

15 de junho de 2013 | 18h53

HAIA - O Grand Slam de Haia, quarta etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, terá uma final brasileira na chave feminina, neste domingo, na Holanda. Com duas vitórias cada neste sábado, pelas quartas de final e semifinais, Taiana/Talita e Maria Clara/Carol se classificaram para decidir o título da competição.

Assim, as irmãs Maria Clara e Carol já garantiram o terceiro pódio consecutivo na temporada, depois do bronze em Xangai (China) e em Corrientes (Argentina). Dessa vez, porém, elas já garantiram pelo menos a prata, após vencerem neste sábado as espanholas Liliana e Baquerizo (21/16 e 21/18) e as alemãs Holtwick e Semmler (21/12, 13/21 e 15/13).

"Depois de duas medalhas de bronze, queríamos muito jogar essa final", disse Maria Clara, após a vitória sobre as alemãs na semifinal. "Hoje, essa vaga viria de qualquer jeito. Tanto que, no fim, tivemos muita sorte com a boa passagem da Carol pelo saque. E é muito legal chegar à decisão tendo o Brasil do outro lado também", completou.

A outra dupla brasileira também venceu duas vezes neste sábado para chegar à final. Taiana e Talita, que já foram campeãs em Xangai nesta temporada, começaram o dia com vitória sobre as holandesas Keizer e Van Iersel (21/18 e 21/10). Depois, ganharam de outra parceria da Holanda, Vlist e Wesselink, dessa vez com parciais de 21/14 e 21/13.

HOMENS

Na chave masculina, o Brasil também tem chance de título no Grand Slam de Haia. Os brasileiros Bruno Schmidt e Pedro Solberg garantiram neste sábado a classificação para a final da competição, quando irão enfrentar neste domingo os letões Janis Smedins e Samoilovs.

Atuais campeões do Circuito Brasileiro, Bruno Schmidt e Pedro Solberg somaram duas vitórias neste sábado. Primeiro, derrotaram os norte-americanos Gibb e Patterson por 21/18 e 21/10. Depois, ganharam dos poloneses Fijalek e Prudel por 21/13 e 21/16.

"Com o Bruno, eu quero voltar ao topo. Eu tinha 22 anos quando ganhei o Circuito Mundial. E estou lutando para chegar lá novamente", afirmou Pedro Solberg, campeão da temporada 2008 ao lado de Harley.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.