Reprodução
Reprodução

Taís Rochel, da esgrima, faz leilão para ajudar projeto Mosqueteiros de Paraisópolis

Atleta conta com a ajuda de companheiros de outras modalidades em ação beneficente

Nathalia Garcia, O Estado de S. Paulo

22 de novembro de 2016 | 13h12

A esgrimista Taís Rochel manteve o espírito olímpico vivo após os Jogos do Rio. Desde segunda até quarta-feira, a atleta tem administrado em sua página no Facebook o projeto "Olímpicos para o Bem", um leilão beneficente que terá a renda destinada ao auxílio do projeto social Mosqueteiros de Paraisópolis.

Depois do sucesso da primeira edição há um mês, quando arrecadou mais de R$ 2 mil, ela decidiu repetir a dose. Além de roupas e acessórios próprios, Taís conta com a ajuda de outros atletas olímpicos. No primeiro dia, anunciou camisetas, jaquetas e até a identificação pessoal do judoca Leandro Guilheiro de Londres-2012 autografada e enquadrada. O esgrimista Athos Schwantes também deu sua contribuição na reestreia da ação. 

 

Nesta terça-feira, peças doadas pelo ginasta Arthur Nory Mariano - medalha de bronze no solo na Rio-2016 - estão sendo leiloadas. Fernando Reis, do levantamento de peso, é outro atleta olímpico que decidiu ajudar a colega do Pinheiros e impulsionará as vendas no último dia de leilão. 

A ideia surgiu em um curso de empreendedorismo que Taís fez no Sebrae. "Essas peças têm tanto valor agregado, decidi tentar fazer um bazar para bater a meta estipulada no curso. Acabei transformando em leilão e deu super certo", explica. E complementa: "Parece pouco, mas é uma ótima ajuda para comprar material esportivo para as crianças. Todo mundo sabe da importância de ajudar o projeto e também é uma forma de divulgar a esgrima em si."

Ela já pensa em dar continuidade ao "Olímpicos para o Bem", e a terceira edição deve contar com itens de atletas olímpicos internacionais. O italiano Daniele Garozzo, ouro no florete nos Jogos do Rio, já confirmou sua doação. O intermediário será o brasileiro Guilherme Toldo, que vai trazer os itens doados ao Brasil. A data, entretanto, não foi definida até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.