Raphael Ramos/Estadão
Raphael Ramos/Estadão

Taiti é recepcionado por torcida empolgada no Recife

Jogadores posam para fotos e distribuem autógrafos aos torcedores

RAPHAEL RAMOS - Enviado Especial, Agência Estado

21 de junho de 2013 | 17h05

RECIFE - Aos gritos de "Uruguai pode esperar, a sua hora vai chegar", os jogadores do Taiti foram recebidos por um grupo de aproximadamente 30 torcedores na porta do hotel Golden Tulip, na praia de Boa Viagem, no Recife, na tarde desta sexta-feira.

O campeão da Oceania enfrenta o campeão da América no domingo, às 16h, na Arena Pernambuco, no encerramento da primeira fase da Copa das Confederações, e a expectativa é de mais uma goleada acachapante. Na estreia, o time perdeu por 6 a 1 para a Nigéria e depois levou 10 a 0 da Espanha.

A simpatia dos jogadores taitianos é proporcional à fragilidade da equipe. Sorridentes e pacientes, os atletas posaram para fotos, distribuíram autógrafos e concederam entrevistas.

Como o clima era de festa, os policiais permitiram até que alguns torcedores furassem as barreiras de segurança e entrassem na área reservada ao desembarque da delegação taitiana. Por causa da aglomeração, a rua Ernesto de Paula Santos precisou ser interditada. "É muito bom receber o carinho e o calor da torcida. É uma honra para todos nós ter uma recepção dessas", disse o goleiro Mikael Roche.

Outro jogador bastante assediado pelos torcedores foi Steevy Chong-Hue. Foi dele o gol que deu ao Taiti o título da Copa das Nações da Oceania na final contra a Nova Caledônia. O tento garantiu ao país a sua primeira taça continental e a inédita vaga na Copa das Confederações.

O atacante chegou a ganhar uma camisa da Taitíbis, torcida recém-criada que associa a seleção ao Íbis, time de Pernambuco que orgulha-se da fama de "pior do mundo". "Estou muito contente de ver tanta gente aqui na portal do hotel. A torcida brasileira é maravilhosa", elogiou Chong-Hue.

Entre os torcedores que foram recepcionar o time estava o ex-jogador Mauro Xampu. Ele atuou por 10 anos no Íbis, marcou apenas um gol no período e foi desejar boa sorte aos taitianos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.