Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Taiti espera 'derrota por pouco' contra Uruguai

Técnico Eddy Etaeta diz que quer sofrer o menor número de gols possível

RAPHAEL RAMOS, Agência Estado

22 de junho de 2013 | 20h04

RECIFE - Ciente de que não tem força nem para empatar com o Uruguai neste domingo, na Arena Pernambuco, no encerramento da primeira fase da Copa das Confederações, o objetivo do técnico do Taiti, técnico Eddy Etaeta, é perder por uma diferença de gols menor do que foi na estreia diante da Nigéria, quando o time foi goleado por 6 a 1 - depois levou 10 a 0 da Espanha.

"Espero sofrer o menor número de gols possível. O que temos de fazer é defender melhor e, quem sabe, marcar um gol", disse.

Outra meta do treinador é que o seu time termine o torneio sem cartões."Em duas partidas não tomamos nenhum amarelo e espero que isso se repita contra o Uruguai", afirmou. Para isso, no entanto, a equipe terá de driblar o cansaço. "Será o nosso terceiro jogo em uma semana e não estamos acostumados a jogar tanto assim", disse Etaeta.

O treinador comentou também estar muito orgulhoso da participação do Taiti na Copa das Confederações, independentemente das goleadas sofridas. E rechaçou a ideia de que a sua seleção prejudica o nível técnico da competição. "Não fizemos que o torneio fique menos interessante, muito pelo contrário. O próprio Del Bosque (técnico da Espanha) disse que o Taiti era um exemplo porque jogou com fair play, alegria e vontade. É melhor ser pequeno entre os grandes do que grande entre os pequenos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.