Talento de Lucas desfila no Morumbi

Garoto de 20 anos, novo astro do São Paulo, se apresenta pela primeira vez diante da torcida após título sul-americano

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2011 | 00h00

A diretoria do São Paulo fez sua parte e ampliou o contrato de Lucas até 2015, com direito a aumento salarial e multa rescisória de R$ 180 milhões. O técnico Carpegiani já disse que, no time, apenas o jovem meia e o ídolo Rogério Ceni estão garantidos. E hoje, às 19h30, contra o Bragantino, no Morumbi, é dia de o torcedor reencontrar o garoto de 18 anos, que, após brilhar na seleção brasileira sub-20, encheu o Tricolor de otimismo para a temporada.

Há um mês, o clube tinha o time menos atraente entre os grandes paulistas. De fora da Libertadores, foi buscar o veterano Rivaldo para tentar animar a torcida. Hoje, porém, todas as atenções estarão voltadas para Lucas. "Após o título (no Sul-Americano do Peru) a responsabilidade será ainda maior, mas estou pronto", diz o meia, que chegou a ofuscar Neymar na final do torneio, ao marcar três na goleada de 6 a 0 sobre o Uruguai.

Com o novo contrato, por sinal, Lucas terá agora multa rescisória duas vezes maior do que a da revelação santista (de cerca de R$ 90 milhões). Mas mesmo o técnico Paulo César Carpegiani, que não tem escondido a empolgação com o garoto, evita comparações - por enquanto. "Ainda não dá para comparar, o Neymar está jogando (entre os profissionais) há mais tempo", despistou.

Na quarta-feira, contra o Treze (vitória por 3 a 0), pela Copa do Brasil, Lucas deu mostras de que voltou ao São Paulo para repetir as atuações de gala exibidas no Sul-Americano. Apesar do desgaste após o torneio no Peru, o meia acelerou o jogo na Paraíba, deu bons dribles e, de quebra, fez bela jogada no lance do primeiro gol, de Dagoberto.

Novo fôlego. Além de Lucas, outro campeão sub- 20 pelo Brasil no Peru quer buscar espaço no São Paulo. Apresentado oficialmente ontem pelo clube e relacionado para a partida, o atacante Willian José, ex-Grêmio Prudente, quer adotar a mesma tática usada na seleção para se firmar no Morumbi. "Quando fui convocado ninguém me conhecia. Cheguei como reserva e acabei o torneio como titular", lembra o camisa 19. "Estou bastante entrosado com o Casemiro e o Lucas, espero que possamos jogar juntos aqui também e dar alegrias ao torcedor."

Atacante de área, Willian terá de obrigar Carpegiani a mudar o esquema atual para virar titular. O técnico afirmou que vai priorizar um ataque veloz, com jogadores de bastante movimentação. "Tenho um time que tem algumas características que não posso contrariar. Temos o Lucas de um lado, o Fernandinho de outro e o Dagoberto pelo meio", disse Carpegiani. "O Willian passa a ser uma opção, mas diante de uma mudança tática."

Em sétimo no Paulista, o Bragantino terá diversos desfalques para a partida. As principais ausências do técnico Marcelo Veiga são os meias Marcelinho e Rodriguinho, suspensos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.