Lavandeira Jr./Efe
Lavandeira Jr./Efe

Tales Cerdeira faz o nono tempo e está eliminado nos 200m peito

Nadador brasileiro chegou a liderar prova na semifinal, mas no fim perdeu ritmo e acabou de fora da final na modalidade

O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2012 | 18h04

LONDRES - O nadador brasileiro Tales Cerdeira fez boa apresentação na semifinal dos 200 metros peito, na tarde desta terça-feira, mas não conseguiu avançar à decisão. O nadador ficou em nono lugar, apenas uma posição atrás dos oito classificados.

Cerdeira foi o quarto colocado em sua série, com 2min09s77, baixando em quase um segundo e meio o seu tempo em relação às eliminatórias, quando foi o 14º mais rápido, com 2min11s05. Ele chegou a liderar a disputa, ao bater na frente nos primeiros 100 metros, mas caiu para terceiro na última virada e não conseguiu fazer cravar tempo mais competitivo.

"De manhã, eu tinha passado um pouco fraco e aí decidi ir mais forte nos primeiros 100 metros. Tinha que arriscar. Era a única chance que tinha na vida. Fui melhor e quase cheguei à final", comentou o brasileiro, sem desanimar, em entrevista à Sportv.

"Saio satisfeito, porque lesionei minha virilha e não conseguia nadar peito até duas semanas atrás. Quase pegar uma final olímpica é um feito histórico para mim, quase um milagre", afirmou.

O mais rápido das semifinais foi o britânico Michael Jamieson, com 2min08s20. O favorito Kosuke Kitajima, do Japão, marcou o quinto tempo: 2min09s03. O brasileiro Henrique Barbosa chegou a disputar as eliminatórias da manhã, mas foi apenas o 19º e não avançou na disputa da prova.

Mais cedo, nesta terça, a chinesa Shiwen Ye conquistou sua segunda medalha de ouro ao vencer os 200 metros medley, com novo recorde olímpico: 2min07s57. A nadadora de apenas 16 anos já havia levado a melhor nos 400 metros medley, no sábado.

A prata ficou com a australiana Alicia Coutts (2min08s15), que somou sua terceira medalha em Londres - já tem ouro e bronze. E o terceiro lugar foi para a americana Caitlin Leverenz (2min08s95). Já a australiana Stephanie Rice, dona do recorde olímpico (2min08s45), decepcionou ao ficar somente com a quarta colocação - 2min09s55.

Nos 200 metros livre, a norte-americana Allison Schmitt garantiu sua terceira medalha em Londres, a primeira de ouro, com novo recorde olímpico: 1min53s61. A francesa Camille Muffat foi a segunda colocada (1min55s58), seguida da australiana Bronte Barratt (1min55s81).

O trio desbancou a italiana Federica Pellegrini e a americana Missy Franklin, grande promessa dos Estados Unidos na natação. Atual recordista da prova, Pellegrini marcou 1min56s73, no sexto lugar, e ficou distante da marca de 1min52s98, estabelecida no Mundial de Roma/2009. Franklin, por sua vez, foi a quarta colocada, com 1min55s82.

Em outra disputa, a americana Kathleen Hersey foi a mais rápida das semifinais dos 200 metros borboleta, com o tempo de 2min05s90. A chinesa Liuyang Jiao registrou a segunda marca do dia, com 2min06s10, seguida da japonesa Natsumi Hoshi - 2min06s37.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.