Tangoroa tem prazo para deixar Trindade

O veleiro Tangoroa 1 tem até as 23h30 desta sexta-feira para deixar a Ilha de Trindade e voltar à capital do Espírito Santo para completar a 6ª edição da Regata Eldorado/Brasilis. O comandante Francisco Javier de Bediaga Hickman pretende esperar a chegada do veleiro Kanaloa para abandonar a ilha. No entanto, a Marinha do Brasil só permite que as embarcações fiquem em Trindade por até 48 horas, e a expectativa do comandante do Kanaloa José Benedito Torres Pinto é desembarcar no local na manhã de sábado, após completar quase sete dias de competição. A tripulação do Tangaroa 1 aproveitou o tempo livre para pescar e mergulhar. "Trouxemos equipamentos para praticar vôo livre e a escalada na Ilha de Martim Vaz.(30 milhas de Trindade). Vai depender do aval da Marinha". A previsão é que na viagem de volta, os dois barcos ainda participantes da Eldorado/Brasilis encontram ventos soprando na direção noroeste. O veleiro Poesia, que retorna à Vitória desde a terça feira após perder o mastro, já está em águas brasileiras. O comandante Luis Poesia colocou duas velas de pequeno porte para aproveitar mais o vento e chegar ao Iate Clube do Espírito Santo na manhã deste sábado. "Depois do susto, o importante é manter a calma a bordo da embarcação e pensar na Eldorado/Brasilis de 2006. O barco não deve ultrapassar cinco milhas por hora até lá". Luís Poesia vai tentar trazer para a regata do ano que vem, um catamarã de dois cascos e de 50 pés. "Não quero ficar pelo segundo ano consecutivo no meio do caminho, entre Vitória e a Ilha de Trindade. Por isso, vou trabalhar bastante para estrear um barco novo, mais rápido e confortável em 2006" finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.