Tardelli afirma que foi vítima

Principal envolvido na polêmica, Wagner Tardelli Azevedo disse que seu nome estava sendo usado indevidamente por alguém interessado em se beneficiar com a partida decisiva. "O Ministério Público identificou uma pessoa que usava o meu nome na negociação com um clube", afirmou o árbitro em entrevista à ESPN Brasil sem, contudo, revelar qual time estaria envolvido na denúncia de que a tentativa de corrupção incluía entrega de envelope com dinheiro e com ingressos para o show da Madonna . "Tive uma reunião com a CBF e achamos que seria melhor minha saída do jogo. Um erro comum que poderia ocorrer ficaria associado a esse problema." O árbitro, que pertence ao quadro da Federação Catarinense de Futebol, lamentou ficar fora hoje. "O maior prejudicado fui eu, que perdi um jogo importante da carreira", declarou. "O campeonato não fica sob suspeita. A CBF deu um corte nesse elo. O torneio foi bem, com erros e acertos naturais."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.