Tática polêmica marca sexta etapa da Volta Ciclística de SP

Diego Portugal não participa do revezamento entre os ponteiros e chega com fôlego extra no final da prova

Agência Estado,

24 de abril de 2008 | 18h17

O brasileiro Diego Portugal utilizou uma tática polêmica e acabou ganhando a sexta etapa da Volta Ciclística de São Paulo, nesta quinta-feira, ao percorrer os 193 quilômetros entre Campinas e Atibaia em 4h29m36. Apesar disso, a liderança na classificação geral continua com outro ciclista do Brasil, Gregori Panizo. Na etapa desta quinta-feira, um grupo de quatro ciclistas abriu vantagem sobre o pelotão. Diego Portugal estava entre eles, mas evitou fazer o revezamento natural que acontece entre os competidores numa situação como essa. Seguindo as ordens de seu técnico, apenas acompanhou o ritmo dos demais e teve fôlego para assumir a liderança na reta final. "Não tenho porque ficar envergonhado com isso. Meu treinador pediu que agisse desta maneira e tive de cumprir", defendeu-se Diego Portugal, que foi muito criticado por sua postura durante a etapa desta quinta-feira. "Fiz um jogo de equipe dentro da competição. Também foi importante para minha carreira vencer uma etapa da Volta de São Paulo." Nesta sexta-feira, Volta de São Paulo terá uma etapa com 114,5 quilômetros de extensão, entre as cidades de Atibaia e São José dos Campos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.