Técnica ucraniana aposta nas 'veteranas' Daniele e Daiane

Danielle Hypólito disputa sua quarta Olimpíada, enquanto Daiane está em sua terceira

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2012 | 03h07

LONDRES - Daniele Hypólito e Daiane dos Santos são duas veteranas na seleção brasileira de ginástica artística. A primeira tem 27 anos, está em sua quarta Olimpíada e sua melhor colocação foi o oitavo lugar por equipe em 2008, em Pequim. Já Daiane vai pela terceira vez aos Jogos, tem 29 anos e já chegou a ficar em quinto lugar no solo, em Atenas, 2004.

Para os padrões do esporte, elas são consideradas mais para o fim da carreira do que para o começo. Apesar disso, a técnica Iryna Ilyashenko avisa que as duas ainda têm muita lenha para queimar. "Ninguém tem atletas acima dos 27 anos como elas. As duas estão bem e puxando as outras meninas para cima. O nível delas continua muito alto", diz.

Além de Daniele e Daiane, a seleção conta com Adrian Gomes, Bruna Leal e Ethiene Franco. Lais Souza acabou sofrendo uma lesão na mão direita, teve de ser submetida a uma cirurgia e foi cortada da equipe. Ela era uma grande esperança para aumentar o nível do time.

Para Iryna, as duas veteranas brigam por medalhas. Daiane é especialista no solo e tem uma apresentação muito boa. Já Daniele costuma se dar bem na trave. Para a ucraniana, a experiência das duas pode ajudar no momento decisivo. "A Daniele tem uma série na trave forte e a Daiane também pode chegar", acredita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.