Técnico argentino acha que duplas definirá final da Davis

O técnico da seleção argentina de tênis, Alberto Mancini, destacou nesta terça-feira que a decisão da Copa Davis contra a Rússia, em Moscou, deverá ser decidida no jogo de duplas. Russos e argentinos disputam neste final de semana, em quadra de carpete, a final da maior competição por países. "Obviamente, o ideal é terminar o primeiro dia com duas vitórias. Mas um empate não será nada mal. Ainda mais sabendo que teremos uma partida equilibradíssima de duplas, que será importante para o confronto", afirmou.A equipe da Argentina já está em Moscou, depois de passar alguns dias treinando em Genebra, na Suíça. O time é formado por David Nalbandian, que será o número 1, José Acasuso (o provável número 2), Agustín Calleri, Juan Ignacio Chela e Guilermo Cañas. Os russos terão Nikolay Davydenko (número 1), Marat Safin, Dmitri Tursunov, Mikhail Youzhny e Yevgueni Korolev.Mancini ressaltou ainda que a Argentina tem todas as condições de ganhar o confronto, mesmo que perca os dois primeiros jogos. "Uma parcial de 2 a 0 para a Rússia depois do primeiro dia de partidas não será uma tragédia. Temos a sensação de que ganharemos as duplas", disse o técnico, que sabe que o emocional da equipe pode ficar abalado nesta situação. "Claro que influiria de uma forma difícil, mas jamais nos daremos por vencidos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.