Técnico da Bósnia renova e segue na equipe até 2016

Quando a Bósnia-Herzegovina encerrou sua primeira participação em Copas, eliminada na primeira fase em um grupo que tinha Argentina, Nigéria e Irã, o técnico Safet Susic deu a entender que não continuaria no cargo depois do Mundial. Nesta quarta-feira, porém, a Federação Bósnia de Futebol (NFSBiH, na sigla na língua local) anunciou que ele fica até a Eurocopa de 2016.

AE, Agência Estado

09 de julho de 2014 | 16h13

"Eu já havia dito que seria difícil, para mim, sair do comando da equipe, e felizmente para mim ainda não chegou o momento. Vou continuar treinando a equipe e espero classificar para a Euro 2016 e conseguir um desempenho melhor", comentou Susic, nesta quarta-feira, ao assinar um contrato de dois anos.

Depois de três anos no cargo, Susic sofreu grande pressão ao ser acusado de cometer erros táticos nas derrotas para Argentina e Nigéria, que provocaram a eliminação precoce da seleção da Bósnia no Grupo F da Copa. A equipe ainda venceu o Irã, mas quando já não tinha mais chances de avançar às oitavas.

O ex-jogador nascido na antiga Iugoslávia jogou duas Copas do Mundo pelo antigo país. Agora, sua função é tentar levar a Bósnia à Eurocopa de 2016, que vai acontecer na França. Nas Eliminatórias, seu time está no mesmo grupo que Bélgica, Israel, País de Gales, Chipre e Andorra.

Como a próxima Eurocopa terá 24 times pela primeira vez, os dois primeiros colocados de cada grupo se garantem na competição. Além disso, o melhor terceiro também avança. Os demais oito terceiros colocados disputam quatro vagas no playoff.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolBósniaEurocopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.