David J. Phillip/AP
David J. Phillip/AP

Técnico de Isinbayeva critica autoridades em escândalo de doping

Estrela dos saltos vai continuar sua preparação para 2016

Estadão Conteúdo

10 Novembro 2015 | 19h14

O técnico de Yelena Isinbayeva, Yevnegny Trofimov, garantiu nesta terça-feira que o escândalo de doping envolvendo o atletismo russo não vai atrapalhar a preparação da saltadora para a Olimpíada do Rio, em 2016, mas criticou duramente as autoridades e a Wada por culpar os atletas pelas irregularidades. "Por que culpar os atletas se eles nunca usaram drogas ilícitas? É um critério dúbio incrível", reclamou.

Trofimov deu as declarações à agência de notícias russa Tass e se disse inconformado com a pressão sobre os atletas. "Estamos trabalhando em um mundo civilizado e apenas bárbaros agem dessa maneira", atacou o técnico.

Ao falar sobre a sua atleta, o treinador disse acreditar que Isinbayeva vai conseguir quebrar o seu recorde mundial - 5,06 metros, conquistado em 2009. "Estamos preparados para quebrar o recorde mundial. Nos treinos posso ver que ela é capaz de fazer isso. Essa situação não vai afetar a sua preparação. Isinbayeva não vai reagir a isso", garantiu Trofimov.

Ao retomar o tema do doping, Trofimov afirmou perceber conotação política na atitude das autoridades internacionais e tenta desqualificar a ex-atleta que fez a denúncia a uma emissora de TV da Alemanha, o que motivou a investigação. "Não deveríamos esquecer que a situação foi iniciada por uma atleta que foi pega usando drogas e que, aparentemente, não gostou de ter sido flagrada e começou a fazer acusações infundadas".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.