Técnico esconde treinos da seleção brasileira de futsal

Paulo César de Oliveira, conhecido como PC, é um técnico bonachão. Fala na cara do interlocutor o que pensa. E não mediu palavras para explicar o porque de fechar os treinamentos da seleção brasileira para imprensa e também para qualquer observador de alguma das 20 equipes do Mundial de Futsal, que começa na terça-feira, no Brasil."A gente vive um pouco isso para que o adversário não tenha informação do que vai acontecer no jogo", declarou o treinador do Brasil. Mas PC reconhece que, assim que for dado o pontapé inicial na competição, seus mistérios começam a ser desvendados. "Quando começar o campeonato, é claro que tudo mundo vai saber."O treinador explicou, no entanto, que sempre se pode testar alguma nova alternativa nos treinos, dependendo do rival que irá enfrentar na competição. "O principal é que se tenha condições de preparar jogo a jogo alguma coisa em função da análise do adversário", garantiu PC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.