Yuri Edmundo / EFE
Yuri Edmundo / EFE

Técnico interino do Atlético-MG lamenta eliminação e foca no Brasileirão

Rodrigo Santana disse estar 'decepcionado' após desclassificação do clube mineiro na Copa Libertadores

Redação, Estadao Conteudo

24 de abril de 2019 | 00h38

O Atlético-MG está eliminado da Copa Libertadores na fase de grupos e com uma rodada de antecedência após perder para o Nacional do Uruguai, por 1 a 0, no Mineirão, nesta terça-feira, 23. Essa foi apenas a terceira vez que esse fato acontece com o clube mineiro. As outras duas vezes aconteceram em 1972 e 1981, mas quando apenas um time avançava por chave.

Com a derrota, o Atlético-MG só tem três pontos, em terceiro lugar, no Grupo E, contra os 12 de Cerro Porteño e Nacional, ambos já classificados às oitavas de final.

Em entrevista coletiva após o fim da partida, o técnico interino Rodrigo Santana lamentou a eliminação e pediu desculpas aos torcedores. "Estou decepcionado. Entremos em campo com chances de classificação, fizemos um bom primeiro tempo, mas fomos surpreendidos em uma bola certa do adversário. Quero pedir desculpas aos torcedores, pois também está doendo na gente, mas vamos focar agora na disputa do Brasileirão. Agora, nosso foco é esse", disse o comandante.

O Atlético ainda disputa uma vaga na Copa Sul-Americana com o Zamora, que na quinta-feira vai atuar em casa contra o Cerro Porteño. Mineiros e venezuelanos irão duelar na rodada final da chave, com mando do Zamora, em 7 de maio. Antes disso, o Atlético estreará no Brasileirão, neste sábado, às 19 horas, no Independência, contra o Avaí.

Após essa derrota, o interino Rodrigo Santana já sabe que não deve ficar no cargo e a diretoria segue no mercado. Após a recusa de Tiago Nunes, do Atlético-PR, Rogério Ceni, hoje no Fortaleza, é visto como o nome favorito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.