Técnico mantém cautela com resultados da natação

Albertinho trabalha diariamente com os atletas brasileiros para deixá-los bem preparados

Agência Estado, AE

25 de julho de 2012 | 14h57

Ninguém sabe tão bem as possibilidades de medalhas para a natação do Brasil nos Jogos de Londres quanto o técnico Alberto Silva, o Albertinho. Treinador do Projeto Rumo ao Ouro em 2016 (PRO-2016), ele trabalha diariamente com Cesar Cielo, Thiago Pereira e Leonardo de Deus, entre outros. Credenciais que o permitem falar com autoridade sobre a expectativa de resultados na Olimpíada e mostrar cautela.

 

Exemplo disso é a forma com que ele comenta as chances de Cielo nos 100 metros livre, prova da qual o brasileiro é recordista mundial. "Eu quero vê-lo bicampeão olímpico nos 50 m livre. Para os 100 m livre.... Bom, se a gente conseguir encaixar a melhor prova dos últimos anos, da vida dele, será muito bom. Ele vai nadar dentro da realidade de como ele se sentir na hora", avaliou Albertinho.

 

De forma geral para o grupo - que também tem Nicholas Oliveira, Nicolas Santos e Henrique Rodrigues em Londres -, a meta é colocar todos em finais. "(É) uma meta difícil porque é uma questão de momento, da competição, do fator psicológico na hora. E o que pesa mais agora é o fator psicológico e o que a gente não controla, que são os adversários. Podemos ficar fora de algumas finais e será normal", avisou Albertinho.

 

Um dos fortes do treinador, considerado o melhor do País, é o trabalho psicológico. E isso foi fundamental para Thiago Pereira, que ingressou no grupo apenas em dezembro passado, evoluísse e chegasse forte para os Jogos de Londres.

 

"A gente espera que ele traga uma medalha para o Brasil, que tenha a tranquilidade que teve a temporada praticamente toda para fazer eliminatórias e semifinais com características de eliminatórias e semifinais e a final da prova dentro do que treinou. Se ele fizer isso, a chance de medalha é grande."

 

Com relação aos demais nadadores do PRO-2016, uma final já estará de bom tamanho. "O Leonardo de Deus tem 1min55s30 (nos 200m borboleta). Se entrar numa final melhorando o tempo dele para 1min54s, isso poderia motivar para tentar estar entre os seis, levando em conta que acerte tudo. O mesmo para o Henrique Barbosa e o Tales Cerdeira. Seria um grande feito estarmos na final", projetou Albertinho.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.