Técnico Marcelo Vilar na corda bamba no Palmeiras

Uma reunião nesta segunda-feira, às 18 horas, no Parque Antártica definirá o futuro do técnico Marcelo Vilar no Palmeiras. Após a terceira derrota do time sob o comando do treinador convocado da equipe B, o diretor de futebol Salvador Hugo Palaia sabe que precisa dar uma resposta imediata à torcida, sobretudo porque Vilar assumiu a vaga de Emerson Leão interinamente. E até agora segue no cargo. Tite é o único desempregado que poderia começar a trabalhar hoje. Mas Palaia acredita ainda "roubar" do Goiás o técnico Geninho, que já avisou ter renovado seu contrato com o time do centro-oeste.?Não sabemos mais o que fazer. São quatro derrotas no Brasileiro e precisamos agir rápido. Temos de tentar de tudo para sair dessa crise. Faremos uma reunião amanhã (segunda-feira), como sempre fazemos, e a decisão, seja ela qual for, será tomada em conjunto?, disse o cartola, sem garantir a permanência de Vilar. ?Há dias tentamos explicar o inexplicável. E não é choro de perdedor, mas contra o São Caetano atuamos sem sete titulares. O pior de tudo é que todos os gols saem sempre pela mesma jogada?, acrescentou.Palaia também citou os números vergonhosos da equipe. ?Somos o lanterna do Brasileiro, sofremos quatro derrotas e temos saldo negativo de nove gols.?Vilar vai dormir sem saber se treinará o time nesta segunda-feira. Mesmo assim, ele se orgulha de ter deflagrado uma recuperação física no elenco. ?Sem ela, certamente perderíamos atletas com o tempo, como aconteceu com o Marcinho. Não me arrependo de ter poupado alguns dos nossos atletas. O Palmeiras só estará 100% após a Copa.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.