AFP
AFP

Técnico que levou natação americana a 145 medalhas anuncia aposentadoria

Frank Busch fica no cargo apenas até o fim do Mundial de Esportes Aquáticos, em agosto

O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2017 | 16h46

Responsável por levar a equipe norte-americana de natação a 145 medalhas entre Mundiais e Jogos Olímpicos nos últimos quase seis anos, Frank Busch anunciou nesta terça-feira sua aposentadoria como treinador chefe da seleção dos Estados Unidos. Ele ficará no cargo apenas até o fim do Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste (Hungria), em agosto.

Desde que assumiu o cargo, no início de 2011, Busch comandou os EUA na liderança do quadro de medalhas dos Mundiais de 2011, 2013 e 2015 e dos Jogos Olímpicos de 2012 e 2016, superando inclusive uma visível crise em 2015, quando os resultados da equipe não foram satisfatórios. No Rio-2016, porém, veio a resposta, com 33 medalhas, duas a mais do que em Londres.

"Em toda minha carreira como técnico, eu acreditei que todo crescimento pessoal é tão importante quanto o sucesso na piscina, e esse é um pensamento de todos que trabalham na seleção. Trabalhar com os melhores do mundo é um sonho se tornando realidade para qualquer um e eu certamente vivi esse sonho", afirmou Busch.

Ele chegou ao cargo depois de trabalhar 23 anos como técnico da Universidade do Arizona, que ele levou 25 vezes ao Top 5 do campeonato universitário dos EUA, considerando masculino e feminino. Como treinador, esteve, como convocado, nos Jogos de Atenas-2004 e Pequim-2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.