Alaor Filho/Divulgação
Alaor Filho/Divulgação

Técnico vê basquete feminino perto do nível ideal

Tarallo está otimista e acredita que equipe deve crescer aos poucos na competição. Estreia é amanhã

AE, Agência Estado

27 de julho de 2012 | 13h59

LONDRES - A seleção brasileira feminina de basquete estreia neste sábado na Olimpíada de Londres ainda a caminho do nível técnico idealizado pelo técnico Luís Cláudio Tarallo. A equipe encara a França, às 16h (de Brasília) com o pensamento de crescer aos poucos na competição. Os outros adversários na primeira fase serão, na ordem, Rússia, Austrália, Canadá e Grã-Bretanha.

O time realizou 12 amistosos preparatórios para a Olimpíada, com 50% de aproveitamento: seis vitórias e seis derrotas. E ainda sofre um processo de reconstrução técnica depois do corte por indisciplina de sua principal jogadora, a ala Iziane, na semana passada.

"Evidente que as meninas evoluíram muito no sistema de jogo, contra-ataque e defesa. Hoje posso dizer que não estamos muito longe do ideal, principalmente na parte defensiva, que virá com a sequência de jogos", analisou Tarallo.

A pivô Érika mostra mais otimismo. "Posso garantir que estamos prontas para os Jogos. A estreia é sempre importante para quebrar a ansiedade e dar confiança à equipe para os próximos jogos", afirmou.

Quatro das seis seleções de cada chave avançam à segunda fase. Se ficar com a última vaga do seu grupo, o Brasil tem grande chance de cruzar com os Estados Unidos, favoritos à medalha de ouro, na segunda fase. As duas equipes se enfrentaram amistosamente no último 16, com fácil vitória ianque por 99 a 67.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.