Reuters
Reuters

Teddy Riner coloca ouro no judô em Olimpíada de 2016 como meta de vida

Atleta francês pretende buscar seu segundo primeiro lugar em Jogos Olímpicos no Brasil

AE, Agência Estado

17 de fevereiro de 2014 | 15h33

PARIS - Tido como uma das grandes estrelas do esporte olímpico da atualidade, Teddy Riner tem apenas 24 anos mais já é o maior campeão mundial da história do judô. O francês, porém, foi surpreendido na semifinal dos Jogos de Pequim/2008 (aos 19 anos) e acabou com o bronze na ocasião. Assim, apesar de todo o status, só tem um ouro olímpico, conquistado em Londres, em 2012.

Isso faz com que a segunda medalha olímpica passe a ser prioridade absoluta para o francês. "Se você ganha uma Olimpíada é bom, você mostra para todo mundo que pode vencer. Mas, se você ganha a segunda vez, você mostra para todo mundo que é o cara. É essa a tarefa, que pode ser difícil, mas é possível. No esporte, tudo é possível", disse ele, em entrevista ao site da Federação Europeia de Judô.

Questionado sobre seus sonhos, o francês deixou claro o peso que dá ao ouro olímpico no Rio. "Em primeiro lugar, quero ganhar minha segunda medalha de ouro. Em segundo, ter uma boa vida depois da carreira no judô, e em terceiro ter filhos bonitos", apontou.

Mais jovem campeão mundial da história do judô, praticamente invicto desde 2008 (perdeu uma luta no Japão em 2010, para um japonês, por punições contestáveis), Riner não se vê como uma lenda do judô, mas pondera: "Claro que eu estou feliz de poder ser um exemplo para muitos, mas estou somente focado na minha carreira. Quando eu me aposentar e me tornar um velho, eu posso dizer que sou uma lenda, mas só quando eu fizer a minha história".

Tudo o que sabemos sobre:
judôTeddy Riner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.