Fadel Senna/AFP
Fadel Senna/AFP

Teddy Riner fatura Mundial Open e chega a 144 lutas de invencibilidade no judô

Judoca francês mantém marca impressionante no esporte com conquista em Marrakech, no Marrocos

Estadão Conteúdo

11 Novembro 2017 | 21h50

O francês Teddy Riner segue impressionantemente ampliando o seu domínio no judô mundial. Neste sábado, ele confirmou o favoritismo e conquistou o Mundial Open, disputado em Marrakech, no Marrocos.

Bicampeão olímpico, Riner obteve neste sábado a sua décima conquista em um Mundial. E mais: chegou a uma histórica invencibilidade de 144 lutas. Sua última derrota ocorreu apenas em setembro de 2010, quando foi batido pelo japonês Daiki Kamikaw também na categoria Open, ou seja, sem restrição de peso.

"Não posso dizer que estava 100% hoje (sábado), mas eu realmente tive um bom pressentimento pela manhã. Gostei muito da competição. É um formato diferente, não estamos acostumados, mas é bom para mudar algumas coisas e sair da zona do conforto", celebrou o judoca, comemorando o feito obtido neste sábado.

"Eu queria muito este décimo título. Estava sonhando com ele e aconteceu na frente da minha família", contou. "Agora tirarei umas longas férias. Eu preciso. Olharei o meu peso, mas preciso de um descanso. Não sei ainda se participarei do Mundial no próximo ano e em 2019. Preciso adaptar um pouco o meu ritmo."

Para obter a conquista do Mundial Open, Riner venceu suas seis lutas, a última delas contra o belga Toma Nikiforov, que ficou com a prata - o japonês Takeshi Ojitani e o cubano Alex García Mendoza levaram o bronze.

Riner também havia faturado no início de setembro o Mundial de Judô, realizado em Budapeste, na Hungria, na categoria pesado masculino (+100kg). E seu rival na decisão havia sido o brasileiro David Moura, que ficou com a prata.

Mais conteúdo sobre:
Teddy Riner Judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.