Tênis de mesa e triatlo convocam para o Pan de Toronto

Faltando pouco mais de dois meses para o início dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, duas modalidades divulgaram nesta semana os seus convocados para ir ao Canadá. No tênis de mesa, a surpresa é a ausência de Cazuo Matsumoto, que viaja só como reserva. No triatlo, só a seleção feminina foi chamada por completa. Duas vagas do masculino seguem em aberto.

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Estadão Conteúdo

07 de maio de 2015 | 15h40

De acordo com o técnico da seleção masculina brasileira de tênis de mesa, o francês Jean-René Mounie, a escolha por Gustavo Tsuboi (62.º do ranking mundial) e Hugo Calderano (66º) foi pela regularidade dos dois. Já Thiago Monteiro (158.º) teve temporada melhor que Cazuo (115.º).

"Thiago teve um ótimo ano, com um desempenho de alto nível. O desempenho dele não teve muito reflexo no ranking mundial, pois a maioria dos grandes resultados veio na Liga Francesa", argumenta o treinador.

No feminino, a convocação do técnico Hugo Hoyama não tem surpresas: Lin Gui (130.ª), Caroline Kumahara (146.ª) e Ligia Silva (161.ª), mesmas atletas que disputaram o Mundial na semana retrasada.

O Pan é importante para o tênis de mesa porque classifica o campeão das chaves de simples no masculino e no feminino para os Jogos Olímpicos. O Brasil terá equipe completa no Rio, mas os atletas precisam se classificar no individual. Especialmente no masculino, em que quatro mesa-tenistas brigam por duas vagas em simples e mais uma só para jogar por equipes, é a chance de carimbar o passaporte sem depender de convocação.

No masculino, o Brasil não vence em simples desde 1995, com os últimos três títulos tendo ficado com chineses naturalizados. Entre as mulheres, o País não ganha uma medalha seja em duplas, equipes ou simples, desde o Pan de Havana, em 1991.

TRIATLO - Nesta quinta, a CBTri anunciou apenas a equipe completa feminina para o Pan: Pâmella Oliveira (14.ª colocada do ranking olímpico), Bia Neres (87.ª) e Luisa Baptista (105.ª), as três melhores brasileiras do ranking. Flávia Fernandes, que também fazia parte da elite nacional, voltou a priorizar o polo aquático e abandonou o triatlo.

No masculino, só Diogo Sclebin (27.º) foi convocado. Outras duas vagas serão definidas apenas em 15 de junho, de acordo com a CBTri. A entidade espera a recuperação de Reinaldo Colucci, décimo colocado no Mundial do ano passado e que não compete desde outubro.

Os campeões pan-americanos do triatlo também se garantem nos Jogos Olímpicos. Em Guadalajara-2011, Colucci venceu no masculino, enquanto Pamela Oliveira terminou em terceiro no feminino. Três das quatro melhores do mundo entre as mulheres são dos EUA. Diogo e Pâmella, entretanto, estão dentro da zona de classificação do ranking olímpico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.