Tênis no Pan não terá ranking de corte e Guga pode jogar

O tricampeão de Roland Garros, Gustavo Kuerten, está com o caminho livre para disputar o Pan do Rio. Como atual número 670 do ranking mundial, Guga precisaria de um wild card (convite) para entrar na chave, mas não haverá mais o ranking de corte na competição, que era de 300 para o masculino e 500 para o feminino. O regulamento do torneio Pan-Americano de Tênis vai seguir as normas da Olimpíada e coloca um limite de três jogadores por país. Os seis wild cards - da chave de 48 para os homens - e os quatro - da chave de 32 para as mulheres - serão distribuídos pelo critério geográfico, dando vaga a países sem muita tradição no esporte, que contam com jogadores, às vezes, até acima dos mil no ranking, ou mesmo sem classificações na ATP ou WTA. A intenção é abrir oportunidades. Dos três jogadores de cada país, dois deles serão inscritos para jogar também a dupla. O torneio feminino vai abrir a disputa do tênis no Pan, de 18 a 22 de julho, enquanto o masculino teve de ir para a data de 23 a 28 por dois motivos: um, por causa do número limitado de quadras na sede do Clube Marapendi, na Barra, e outro, por que para alguns países do continente haverá jogos da Copa Davis. Para receber o torneio Pan-Americano, o Clube Marapendi vai ter de passar por reformas. As quadras precisarão se adequar a regulamentos internacionais, como medidas de fundo e lateral, além de posicionamento - norte/sul - para evitar a interferência com a luz do sol. Soma-se a isso o fato do CoRio ainda precisar de cinco quadras para treinamentos no Rio Sport Center. Quatro delas poderão ser usadas pela Federação Carioca - depois do Pan - para projetos sociais. Este pequeno legado não agradou muito o presidente da CBT. Jorge Rosas, que esperava aproveitar a organização dos Jogos para construir um centro de treinamento no Rio. O dirigente também demonstrou descontentamento com o ritmo das decisões e das obras. ?Precisamos de cem dias para realizar as reformas nas quadras do Marapendi e é preciso começar rápido.? As convocações dos jogadores brasileiros serão feitas pelas respectivas comissões, no masculino chefiada por Chico Costa, e no feminino por Didier Rayon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.