Tenista argentino suspenso por doping tem pena reduzida

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) anunciou nesta quarta-feira que a suspensão de oito anos imposta ao tenista argentino Mariano Puerta, pego no exame antidoping na final do Aberto de Roland Garros, em 2005, foi reduzida para dois anos. A decisão foi tomada após um recurso do atleta.Desta forma, Puerta estará apto para disputar competições internacionais a partir de 5 de junho de 2007. No exame realizado pelo argentino, foram encontrados restos de etilefrina, um estimulante utilizado no tratamento da hipertensão. Em 2003, Puerta já havia sido suspenso por nove meses por causa do uso de anabolizantes no Torneio de Viña del Mar, no Chile.Na final de Roland Garros, em 2005, Puerta foi derrotado pelo espanhol Rafael Nadal, que neste ano conquistou o bicampeonato da competição francesa após vencer o suíço Roger Federer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.