Tenistas se revoltam contra organizadores

Jogadores reclamam por ser obrigados a ir à quadra com o piso úmido; logo depois, as partidas são interrompidas

, O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2011 | 00h00

NOVA YORK

O mau tempo em Nova York está deixando os tenistas que participam do US Open irritados. Não exatamente com São Pedro, mas com os organizadores do torneio, que insistem em mandá-los para a quadra ao menor sinal de melhora. Aí a chuva volta e o jogo tem de ser interrompido.

Ontem, Rafael Nadal, Andy Murray, Andy Roddick e David Ferrer foram alguns que demonstram descontentamento, reclamando com os organizadores e também queixando-se com os jornalistas da paralisação de seus partidas.

O britânico Murray disse que a quadra estava bastante molhada quando seu jogo começou e estava nítido que haveria interrupção. "Ninguém quer jogar tanto quanto os jogadores, exceto quando é perigoso", disse.

Nadal foi menos diplomático. Primeiro atacou um fiscal da ATP. "Vocês só pensam em dinheiro"", disse a ele o tenista espanhol. Depois, afirmou que a situação só mudará quando os jogadores se unirem. "Nossa segurança é importante. Nós não nos sentimos protegidos. Não podemos aceitar mais essas coisas. Temos que nos juntar."

O espanhol perdia por 3 a 0 para Gilles Muller quando seu jogo parou e ele alega que estava desconcentrado por conta da obrigação de jogar com a quadra, de cimento e portanto escorregadia, molhada.

Roddick e Ferrer decidiram só entrar em quadra quando se sentirem seguros.

"Se nós estamos discutindo se as quadras estão seguras para jogar, é porque provavelmente não estão. Nós temos que nos sentir seguros", exigiu Roddick.

Na terça-feira, a chuva obrigou o cancelamento de todos os jogos que estavam programados. Ontem, novos adiamentos ocorreram, o que está causando grandes transtornos para a organização. O confronto dos sérvios, entre Novak Djokovic e Janko Tipsarevic ficou para hoje, assim como a partida entre Roger Federer e Jo-Wilfried Tsonga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.