Tentativa Mundial segue sem índices para brasileiros

Após dois dias de disputa, a Tentativa Mundial ainda não atingiu seu objetivo. No evento realizado no Parque Aquático Júlio Delamare para que os nadadores brasileiros tentem o índice para o Mundial de Desportos Aquáticos de Xangai, nenhum atleta conseguiu bater as marcas exigidas.

AE, Agência Estado

21 de abril de 2011 | 19h56

Mesmo o melhor nadador brasileiro da atualidade, Cesar Cielo, conseguiu nadar abaixo do índice para o Mundial nesta quinta-feira. Ele participou da tomada de tempo dos 50 m borboleta e nadou a 23s68, acima dos 23s35 exigidos. O campeão mundial e olímpico, porém, já havia atingido o índice no Pan-Pacífico de Irvine, em agosto de 2010. Nesta quinta, fez a sua melhor marca pessoal em 2011, a sexta melhor do ano no mundo.

"Foi um resultado interessante para este momento porque tanto eu, quanto os demais atletas, só vamos estar 100% no Maria Lenk. Vamos ter um outro cenário, com mais gente nas arquibancadas, mais adrenalina e muito mais gente conseguindo índice", disse Cielo, em referência a competição que vale como Campeonato Brasileiro e que acontece na primeira semana de maio. O Maria Lenk é ainda a terceira chance e última chance de os atletas conquistarem índice para o Mundial de Xangai.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoCesar CieloTentativa Mundial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.