Terror ameaça indústria do esporte

Se o objetivo dos responsáveis pelos ataques terroristas aos Estados Unidos era desestabilizar a ordem mundial, não resta mais dúvida que a estratégia deu certo. Além das graves implicações políticas, militares, e agora de saúde pública, os atentados já estão atingindo até mesmo o que ainda era capaz de fazer as pessoas esquecerem-se um pouco dos horrores experimentados em Nova York e Washington: os eventos esportivos. Cancelamento de competições, deserções de atletas, por temerem novas ações, redimensionamento dos valores assegurados, etc. Nem mesmo a Copa do Mundo, o Campeonato da Fórmula 1, os Mundiais de vários esportes programados para o ano que vem (o de basquete, em Indianápolis), a Olimpíada de Inverno, passarão imunes à atual realidade do planeta.Leia mais no EstadãoLeia também no Estadão = As conseqüências da guerra =

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.