Terry é expulso. E Felipão não dorme líder

Com um jogador a menos, Chelsea só empata com o Everton e Liverpool segue na ponta

, O Estadao de S.Paulo

22 de dezembro de 2008 | 00h00

Não são só os principais jogadores brasileiros que andam sofrendo com as críticas em campos europeus. A vida do técnico Luiz Felipe Scolari na Inglaterra também passa por momento de turbulência. Depois de uma chegada cercada de prestígio ao Chelsea, com recepção de gala, e começo arrasador, o milionário e estrelado time anda derrapando seguidas vezes e a imprensa local começa a pegar no pé do treinador. Ontem, os Blues tiveram nova chance de assumir a ponta do Campeonato Inglês e deixaram escapar.Bastava repetir o desempenho fora de casa na Premier League - o Chelsea vinha de oito vitórias seguidas - para o técnico ter uma noite tranqüila de sono. Mas a expulsão do zagueiro John Terry, ainda na primeira etapa (34 minutos), estragou tudo. Com um homem a menos, o Chelsea levou enorme pressão para segurar o 0 a 0 com o Everton e segue atrás do Liverpool (39 a 38 pontos).Dias atrás Felipão já viu seu nome envolvido em polêmica. De acordo com os jornais ingleses The Times e Daily Mirror, alguns líderes da equipe, como Terry e o meia Lampard, estariam incomodados por regalias ao português Deco. O treinador negou problemas. "Isso é coisa de empresários", defendeu-se. "É coisa de pessoas inescrupulosas de fora do clube, agindo em benefício próprio ou tentando auferir vantagens."As cobranças cresceram por causa de tropeços em casa. Em quatro clássicos, todos em Stamford Bridge, foram só dois pontos. O retrospecto recente também mostra instabilidade como mandante: nos últimos cinco jogos, foram uma vitória, três empates e uma derrota.O treinador também sofreu pressão por deixar a decisão da vaga na Copa dos Campeões para a última rodada. "Se não ganhar do Cluj, arrumo minhas coisas e volto para o Brasil", chegou a dizer, ao ser cobrado pelos jornalistas ingleses. O Chelsea realmente superou os romenos, por 2 a 1, e avançou às oitavas onde vão pegar a Juventus.Certamente o Natal do técnico não era o esperado. Todos falavam em dormir no topo da tabela. Mas sexta-feira o time tem tudo para dar uma acalmada nos ânimos exaltados de alguns críticos. O Chelsea recebe, em Stamford Bridge, o lanterna West Bromwich. Uma boa hora de iniciar a volta por cima. E para Felipão voltar a sorrir como em sua apresentação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.