Ale Cabral/CPB
Ale Cabral/CPB

Tetracampeão paralímpico, Antônio Tenório está internado com covid-19; quadro é estável

Principal judoca da história do Brasil, de 50 anos, tem vaga garantida para os Jogos de Tóquio

João Prata, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2021 | 16h09

Antônio Tenório, principal judoca paralímpico da história brasileira, está internado com coronavírus desde o último dia 28. Dono de quatro medalhas de ouro em paralimpíadas, o atleta de 50 anos já garantiu vaga para os Jogos de Tóquio, que deve acontecer em agosto.

Tenório está em um hospital particular na cidade de Itapevi, no interior de São Paulo. O boletim mais recente divulgado pela assessoria de imprensa da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) informou que o quadro de saúde segue estável. O judoca não precisou ser intubado, mas está com máscara de oxigênio. 

"A tendência, ainda, é necessitar de mais alguns dias para recuperação. As internações de covid costumam ser demoradas naturalmente. Aos poucos vai diminuindo a necessidade de oxigênio", informou o boletim.

O judoca ficou cego do olho esquerdo aos 13 anos, quando brincava com os amigos de estilingue e foi atingido por uma semente de mamona. Seis anos depois teve descolamento de retina no olho direito e ficou totalmente cego. Por isso luta na categoria B1 na categoria até 100kg.

Em Tóquio, ele buscará a sétima medalha em Jogos Paralímpica. Até agora foram quatro ouros(Atlanta-1996, Sydney-2000, Atenas-2004 e Pequim-2008), uma prata (Rio-2016) e um bronze (Londres-2012). A vaga mais recente foi confirmada após fechar 2019 entre os seis melhores da categoria (até 100 kg) no ranking mundial. Ficou em quarto, posição que mantém desde a última atualização da IBSA (sigla em inglês para International Blind Sports Association, a entidade que rege o esporte para deficientes visuais no mundo).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.