Thiago Alves tem Federer pelo caminho

Brasileiro enfrenta suíço na quadra central do US Open

Chiquinho Leite Moreira, NOVA YORK, O Estadao de S.Paulo

29 de agosto de 2008 | 00h00

O US Open de 2008 reservou uma experiência inesquecível para Thiago Alves, pouco conhecido até no Brasil. Ele terá a oportunidade de enfrentar um dos maiores tenistas da história, Roger Federer, no maior palco do esporte no mundo, o estádio Arthur Ashe, com capacidade para 23 mil pessoas. Hoje, às 14 horas (de Brasília), ele vai entrar na quadra central de Flushing Meadows para a partida, válida pela segunda rodada. "Quando ficou definido que eu ia enfrentar o Federer, estava esperando jogar no Arthur Ashe. Vou tentar tirar proveito dessa experiência, um momento inesquecível", disse Alves. Com 27 anos, ele já chegou a ser o tenista número 1 do Brasil. Em outubro de 2006, alcançou a melhor posição de sua carreira no ranking: 95ª. Hoje, está no 137º lugar. Embora nunca tenha sido muito badalado, o tenista de São José do Rio Preto, interior paulista, sempre teve determinação. A oportunidade de jogar no Arthur Ashe apareceu justamente por causa dela. Ele viajou para Nova York para a disputa do difícil qualifying do torneio. Ganhou três partidas e assegurou vaga na chave principal. Em sua estréia, precisou de cinco sets para superar o chileno Paul Capdville, numa partida cheia de tons dramáticos. O brasileiro sofreu com cãibras, esteve em desvantagem de 2 sets a 0 e, ao final, deixou a quadra com dores em todo o corpo. "Ainda bem que não tive de jogar no dia seguinte, pois estou com estiramento na coxa", contou. "Fiz muito alongamento, massagem e quero aproveitar a chance de jogar com o Federer." Para Alves, é difícil pensar em vitória. Mas, com a campanha no US Open, já faturou bom prêmio: US$ 30 mil pela classificação à segunda rodada e outros US$ 8 mil pelas três vitórias no qualifying.Ontem, Thomaz Bellucci perdeu do argentino Juan Martin Del Potro e está fora: 4/6, 6/1, 7/5 e 6/3. O espanhol Rafael Nadal fez 6/1, 6/2 e 6/4 no americano Ryler DeHeart.O dia do US Open marcou a eliminação da cabeça de chave número 1, a sérvia Ana Ivanovic, que caiu diante da desconhecida francesa Julie Coin por 6/3, 4/6 e 6/3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.