Thiago André vence prova na Holanda, mas não faz índice olímpico nos 800m

Quatro dias depois de obter o índice olímpico e mundial nos 1.500 metros, o fundista Thiago André voltou às pistas nesta quinta-feira em busca da classificação também nos 800m. Novamente na Holanda, desta vez em Nijmegen, ele até venceu a prova, com 1min47s22, mas não alcançou o índice de 1min46s00.

Estadão Conteúdo

28 de maio de 2015 | 19h50

Aos 19 anos, Thiago tem no currículo o quarto lugar dos 800m e dos 1.500m no Mundial Juvenil do ano passado. No fim de semana passado, em Hengelo, aproveitou o ritmo forte da prova para fazer o índice olímpico nos 1.500m, apesar do quinto lugar.

Nesta quarta, entretanto, não teve a mesma sorte. Ganhou de sete africanos, sendo quatro quenianos, mas não fez índice. Também atleta da BM&FBovespa, Lutimar Paes ficou em sexto nos 800m em Nijmegen, com 1min49s00 cravados.

DUDA VAI MAL - A três dias do fim do período de classificação para os Jogos Pan-Americanos, o bicampeão mundial do salto em distância Mauro Vinicius da Silva, o Duda, segue fora da lista de classificados. Nesta quinta, ele saltou apenas 7,55m para ficar em quarto de um meeting em Riga (Letônia).

Terceiro colocado do ranking entre os atletas que tem índice para o Pan, Duda precisa saltar 8,13m até o domingo para se tornar um dos dois melhores brasileiros da prova e ser convocado a Toronto.

Ainda em Riga, Jéssica Carolina faturou o bronze na prova feminina do salto em distância, com 6,28m. A atleta do ASA/São Bernardo é quinta do ranking brasileiro da prova para o Pan. Para conseguir a classificação olímpica, precisa saltar 6,70m.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoThiago AndréOlimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.