Daniel Ramalho / AGIF-COB
Daniel Ramalho / AGIF-COB

Thiago avança em 4o para final que Phelps quase ficou fora

Com ansiedade de lado, brasileiro avança e disputa final ainda neste sábado

PEDRO FONSECA, Reuters

28 de julho de 2012 | 10h19

LONDRES - Numa eliminatória surpreendente dos 400 metros medley, em que Michael Phelps, o atual campeão olímpico, quase ficou fora e o húngaro Laszlo Cseh, o atual vice, foi eliminado, o brasileiro Thiago Pereira avançou para a disputa de medalhas, mais tarde neste sábado, com o 4o tempo e disse que ainda tem como melhorar.

Thiago, disputando sua terceira Olimpíada e que tem como melhor resultado na prova o 8o lugar em Pequim-2008, foi o primeiro brasileiro a cair na piscina do Centro Aquático de Londres nas eliminatórias disputadas pela manhã e será o único a voltar para a disputa de medalhas.

Joanna Maranhão, 5a colocada em Atenas-2004, não disputou as eliminatórias femininas dos 400m medley após sofrer uma queda em consequência de um desmaio e cortar o supercílio, enquanto Daynara de Paula foi apenas a 33a colocada nos 100m borboleta.

Dois brasileiros vão disputar à tarde as semifinais dos 100m peito, Felipe França e Felipe Lima. Ambos, no entanto, só conseguiram avançar nas duas últimas posições, 15o e 16o, respectivamente, e vão precisar baixar bastante suas marcas para entrar entre os oito finalistas.

"A primeira caída na água tem sempre aquela ansiedade, querendo ou não a gente quer sempre saber como está depois de todo o treinamento", disse Thiago a jornalistas após garantir sua vaga na final com o tempo de 4min12s39.

"Esse 4min12 de manhã fiquei bastante feliz e consegui o importante que era classificar para a final. Sempre os oito que estão na final têm grandes chances de brigar pelo pódio. Espero ir melhor do que agora, quem sabe 4min10 ou quem sabe mais baixo", acrescentou.

O melhor tempo das eliminatórias foi do japonês Kosuke Hagino (4min10s01), à frente do sul-africano Chad le Clos (4:12.24). O favorito ao ouro Ryan Lochte, dos Estados Unidos, ficou em 3o com a marca de 4min12s35.

Já seu compatriota Michael Phelps, vencedor da prova nas duas últimas Olimpíadas, precisou apertar o ritmo no final para conseguir o 8o e último tempo entre os finalistas, 4min13s33. Seu antigo rival Csech, da Hungria, não conseguiu o mesmo e ficou em 9o, apenas 0so7 atrás.

(Reportagem de Pedro Fonseca)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.