Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Thiago Monteiro também sofre, mas Brasil abre 2 a 0 contra o Equador na Davis

Se o Brasil entrou diante do Equador como amplo favorito, o que se viu neste primeiro dia do confronto pelo Zonal Americano da Copa Davis, na cidade de Ambato, foi um surpreendente equilíbrio, decidido favoravelmente ao time brasileiro nas duas partidas disputadas. Depois de Thomaz Bellucci arrancar uma vitória suada, foi a vez de Thiago Monteiro encontrar muitas dificuldades, mas passar por seu adversário Roberto Quiroz, nesta sexta-feira.

Estadao Conteudo

07 de abril de 2017 | 20h38


Foram mais de três horas de partida e três tie-breaks disputados para que Thiago conseguisse fazer valer seu teórico favoritismo. O número 81 do mundo foi surpreendido no início, mas passou por Quiroz, apenas o 232.º do ranking, por 3 sets a 1, com parciais de 6/7 (6/8), 7/6 (7/0), 6/3 e 7/6 (9/7).


Na primeira partida do dia, Bellucci já havia vencido o equatoriano Emilio Gómez por 3 sets a 2, com parciais de 6/2, 6/4, 6/7 (1/7), 4/6 e 6/4, o que coloca o Brasil à frente por 2 a 0 e precisando de somente mais uma vitória nas três partidas restantes para levar a melhor no confronto e garantir o direito de disputar a repescagem do Grupo Mundial.


Nesta sexta, Thiago viu que o confronto não seria fácil logo no primeiro set. Com longas trocas de bolas e sem quebras de nenhum dos lados, a parcial se estendeu até o tie-break. O brasileiro então, abriu ampla vantagem, fez 6 a 2 e teve todas as chances para fechar, mas vacilou e permitiu a virada do equatoriano.


O jogo em nada mudou para o segundo set, e o equilíbrio foi mantido. Thiago não conseguia embalar, enquanto Quiroz se empolgou e, empurrado pela torcida, continuou fazendo frente ao adversário. Novo tie-break e nova vantagem para o brasileiro, que abriu 6 a 0 rapidamente. Desta vez, no entanto, confirmou o triunfo tranquilamente.


O empate serviu para dar confiança para Thiago, que abriu 5 a 2 logo de cara no terceiro set e depois administrou para passar à frente na partida. Mas o equilíbrio logo voltou na quarta parcial. O confronto foi para o tie-break e Quiroz chegou a ter a chance de fechar o set, mas desta vez foi o brasileiro quem virou e confirmou o triunfo.


O Brasil pode fechar a série diante do Equador já neste sábado, com a partida de duplas, na qual o País tem completo favoritismo. Dois dos principais duplistas do mundo, Bruno Soares e Marcelo Melo terão pela frente Gonzalo Escobar e o próprio Quiroz, 211.º e 256.º do ranking de duplas, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.