Takuma Matsushita/CPB.
Takuma Matsushita/CPB.

Thiago Paulino tem arremessos invalidados e perde ouro na Paralimpíada

China entrou com protesto, que foi aceito pelo IPC; notícia pegou Comitê Paralímpico Brasileiro de surpresa

João Prata, O Estado de S.Paulo

03 de setembro de 2021 | 21h23

O brasileiro Thiago Paulino perdeu a medalha de ouro no arremesso de peso da classe F57 (cadeirante) nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O alteta teve dois arremessos invalidados e, com isso, passou a ser medalhista de bronze. 

O ouro ficou para o chinês Guoshan Wu, que havia terminado em segundo lugar. O outro brasileiro da prova, Marco Aurélio Borges, que tinha terminado em terceiro, está provisoriamente com a prata.

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) informou que a decisão de anular o resultado foi do júri de apelação, para o qual não cabe recurso. A entidade tentou encontrar uma alternativa, mas não foi bem sucedida. Thiago Paulino é o atual bicampeão mundial da prova e recordista mundial. 

No movimento paralímpico é comum existir a contestação. Na categoria de cadeirantes, não é permitido descolar os glúteos da cadeira, por exemplo. O Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês) acatou o pedido chinês. 

No quadro de resultados, Thiago Paulino aparece apenas com o primeiro arremesso válido, de 14,77m. Dos outros cinco, dois foram invalidados na hora da prova, dois foram invalidados horas depois e o atleta havia escolhido não fazer a última tentativa, pois já era campeão olímpico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.