Thiago Pereira leva ouro e quebra recorde

O brasileiro Thiago Pereira venceu neste domingo, com novo recorde sul-americano, os 400 metros, medley, na terceira etapa do circuito da Copa do Mundo de Natação, em Durban, África do Sul (em piscina curta, de 25 m). Com o tempo de 4min10s93, o nadador de Volta Redonda, que compete pelo Minas Tênis, derrubou o recorde continental da distância, que pertencia ao colombiano Alejandro Bermudez desde 1998 (4min16s74).Thiago lutou com o compatriota Lucas Salatta, que na véspera havia levado o ouro nos 200 m, medley. Lucas era o recordista brasileiro da prova, com 4min16s94, e ao terminar na terceira posição em Durban, também melhorou sua marca, com o tempo de 4min12s89. O sul-africano Terence Parkin ficou com a medalha de prata (4min12s62).O Brasil conquistou mais uma medalha de prata, neste domingo, com o catarinense Eduardo Fischer, nos 200 m, peito. Fischer nadou a prova em 2min11s49. O vencedor foi o mesmo Terence Parkin (2min10s12), com o também sul-africano Neil Versfeld em terceiro (2min12s59).O resultado de Durban foi o melhor da natação brasileira nas três etapas já disputadas, graças às atuações individuais dos nadadores Thiago Pereira, Eduardo Fischer e Lucas Salatta - juntos, ganharam oito medalhas. Thiago e Lucas são especialistas no nado medley (quatro estilos) e chegaram a brigar diretamente pelos lugares no pódio. Thiago ganhou ouro nos 400 m, com novo recorde sul-americano, e bronze nos 100 m. Lucas ganhou a medalha de ouro nos 200 m, com novo recorde sul-americano (1min58s68), e a de bronze nos 400 m. Também foi o terceiro nos 200 m, peito. Fischer deixa a África do Sul com três medalhas, nos 50, 100 e 200 m, peito.Durban, Daejon (Coréia do Sul) e Melbourne (Austrália) foram palco das três primeiras etapas do circuito, que segue para a Europa em janeiro e termina no Rio, de 6 a 8 de fevereiro. Os três medalhistas brasileiros em Durban - Fischer, Lucas e Thiago - integram o Projeto Olímpico da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, uma equipe com 15 nadadores, que se prepara para Atenas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.