Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Thiago Pereira no caminho de Phelps

Thiago Pereira poderá treinar com o técnico do fenômeno Michael Phelps, Bob Bowman, se optar por estudar e nadar na Universidade de Michigan. Thiago, de 18 anos, principal revelação da natação brasileira nos últimos tempos, é um especialista nos quatro estilos, como o americano Phelps. "A idéia é bem atraente", confirmou Thiago, acrescentando que só dará uma resposta oficial sobre o assunto em dezembro, após análise do material que recebeu das escolas americanas e uma boa conversa com a mãe, Tereza.O jovem atleta, que é quinto colocado no ranking mundial dos 200 m medley (1min59s48), acha importante para um nadador, cuja carreira termina antes dos 30 anos, ter uma profissão. "O estudo é importante." Mas Thiago não esconde que o técnico e as condições do local terão mais peso em sua decisão do que o curso oferecido pela universidade. Economia, administração, educação física? "Isso não importa. Vou escolher de acordo com o melhor lugar para treinar o medley", observou Thiago, que ainda tem contrato com o Minas Tênis e está de férias, passeando, com a família, e atendendo patrocinadores.O técnico norte-americano John Urbanchek, que atuou na Universidade de Michigan por 22 anos, está aposentado. Em São Paulo, para a festa de despedida de Gustavo Borges, Urbanchek confirmou que Bob Bowman, técnico de Michael Phelps, foi contratado para o seu lugar. Phelps é dono de oito medalhas olímpicas, conquistadas nos Jogos de Atenas (seis delas de ouro) e dos recordes mundiais dos 200 m borboleta e dos 200 e 400 m medley.Urbanchek acha que a oportunidade é excelente para o brasileiro. "O Thiago é um ótimo nadador, seria muito bom para ele treinar com o técnico de Phelps, hoje um dos melhores do mundo no estilo medley", afirmou Urbanchek, que também vê muito futuro para o velocista César Cielo Jr., a quem aconselhou também a seguir para os Estados Unidos.Contato - Durante o coquetel e as homenagens que Gustavo Borges fez e recebeu das pessoas que participaram dos seus 21 anos de carreira, quinta-feira, Thiago ficou um bom tempo ao lado de Urbanchek. Ouviu que Michigan não pensa apenas no torneio entre universitários, mas tem ambição de formar campeões olímpicos.Thiago, quinto colocado na Olimpíada de Atenas nos 200 metros medley, prova em que ganhou a medalha de ouro no Mundial de Indianápolis, de piscina curta, nessa temporada, sabe que enfrentará a pressão dos técnicos e clubes brasileiros para não mudar. "Agora não estou sendo muito pressionado porque estou de férias, pelo menos da piscina."A pernambucana Joanna Maranhão, de 17 anos, quinta colocada nos 400 m medley na Olimpíada de Atenas, também trabalha com a possibilidade de se transferir para os EUA. A nadadora agendou para 4 de dezembro os testes que fará na universidade. Prefere não revelar a escolha, mas pode ser a UCLA, universidade da Califórnia, e o técnico Mark Schuber.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.