Jonny Roriz/16/8/2008
Jonny Roriz/16/8/2008

Thiago Pereira, o brasileiro que deixou o campeão Michael Phelps para trás

Exemplo de profissional, nadador é o recordista brasileiro de medalhas de ouro no Pan e fez história ao superar o norte-americano

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

26 de fevereiro de 2013 | 13h55

SÃO PAULO - Com 12 medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos, Thiago Pereira entrou para a história do País e tornou-se o brasileiro que mais vezes subiu no lugar mais alto do pódio na competição continental. Mas uma outra façanha do atleta, que começou a se destacar na adolescência, chama mais atenção: a medalha de prata na Olimpíada de Londres, no ano passado, quando tirou do pódio o norte-americano Michael Phelps nos 400 m medley. Ele também foi recordista mundial nos 200 m medley em piscina curta. “Você ter a sensação de ser o mais rápido do mundo inteiro é muito bom. Fica um sentimento de dever cumprido e de realização na carreira”, lembra.

Mas ele é o primeiro a lembrar que a rotina de um atleta de ponta é muito cansativa. “Eu treino de segunda a sábado, às vezes em dois períodos. Alternamos musculação com treinos na piscina. Próximo das competições a carga horária de treino chega a ser de seis horas diárias. Tenho uma alimentação regrada e balanceada, que é acompanhada por uma nutricionista e pelos treinadores.”

Fora das piscinas, ele explica que possui uma vida simples e tranquila, sem exageros. “Gosto de ficar em casa lendo ou jogando videogame, todo dia levo o meu cachorro Billy para passear, às vezes saio com os amigos para bater papo e também jantar com a esposa. Nada muito badalado.”

Quando ele conquistou o índice de seu primeiro Pan-Americano, em Santo Domingo (2003), percebeu que poderia ir longe na carreira. “Ali eu comecei a ter resultados mais expressivos em âmbito nacional. Depois, garanti meu índice para a Olimpíada de Atenas e daí pra frente somei diversas conquistas internacionais.”

Thiago espera que, no futuro, muitas crianças sigam o seu exemplo. “Os resultados dos nossos nadadores nas principais competições internacionais mostram que temos um grande potencial.”

FRASE DE THIAGO PEREIRA

"Talento é importante, mas é preciso uma infraestrutura adequada para chegar ao alto nível de rendimento".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.