Alberto Estévez/EFE
Alberto Estévez/EFE

Thiago Pereira vai à final nos 200m medley com 4º tempo

Brasileiro ficou em segundo na sua bateria e confirmou vaga na grande decisão em Barcelona

AE, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 14h45

BARCELONA - O brasileiro Thiago Pereira está na final dos 200m medley do Mundial de Esportes Aquáticos, que está sendo disputado em Barcelona, na Espanha. Nesta quarta-feira, ele terminou na segunda colocação da primeira bateria nas semifinais, alcançou a quarta marca no geral e, com certa tranquilidade, confirmou sua vaga na grande decisão, que acontecerá na quinta.

Thiago Pereira largou na raia de número 3 e chegou a liderar com tranquilidade, mas foi ultrapassado no fim por Kosuke Hagino, que venceu a bateria. A segunda colocação, com o tempo de 1min57s52, foi suficiente para que ele tivesse o quarto tempo das semifinais, atrás do norte-americano Ryan Lochte, melhor marca geral, do próprio Kosuke Hagino e do húngaro Laszlo Cseh.

Se Thiago Pereira garantiu vaga na decisão, Henrique Rodrigues foi apenas o 12.º colocado no geral nos 200m medley e não conseguiu a classificação para a final. O brasileiro terminou na quinta posição da segunda bateria, mas a marca de 1min59s47 não foi suficiente para colocá-lo entre os oito finalistas.

O Brasil ainda teve representantes em duas finais nesta quarta-feira, mas ambos terminaram sem medalha. Leonardo de Deus disputou a decisão dos 200m borboleta, mas ficou longe da briga pelo pódio. Ele não correspondeu às expectativas, nadou abaixo do tempo obtido na eliminatória, quando cravou 1min56s06, e terminou na oitava e última colocação, com 1min56s44, depois de chegar a virar para os últimos 50 metros em quarto.

Leonardo ficou bem atrás do sul-africano Chad le Clos, que conquistou o título com o tempo de 1min54s32. Atrás do campeão veio o polonês Pawel Korzeniowski, que anotou 1min55s01 e ficou com a prata. O pódio foi completado pelo chinês Peng Wu, que cravou 1min55s09.

Nos 50m peito, João Gomes Junior foi melhor, mas também ficou longe da briga por medalhas. Com o tempo de 27s20, o brasileiro terminou na quinta colocação da prova que foi vencida por outro sul-africano: Cameron Van der Burgh. O campeão ficou com o ouro em chegada emocionante, ao cravar 26s77, um centésimo à frente do australiano Christian Sprenger, medalha de prata. Outro sul-africano, Giulio Zorzi, completou o pódio ao marcar 27s04.

Nos 100m livre, o brasileiro Marcelo Chierighini garantiu vaga para a grande final com um ótimo tempo. Ele terminou a segunda bateria das semifinais na segunda colocação com o tempo de 48s11, atrás do norte-americano James Feigen, e classificou-se com o terceiro melhor tempo no total, atrás de Nathan Adrian, também dos Estados Unidos, que cravou 47s95, e do próprio Feigen, com 48s07.

O Brasil teve representante nas semifinais dos 50m costas feminino e também alcançou uma vaga para a decisão. Etiene Medeiros cravou o tempo de 27s89 e foi a terceira colocada da segunda bateria. A marca foi suficiente para que ela avançasse como quinto lugar no geral e alcançasse sua primeira final em um Campeonato Mundial. O melhor tempo ficou com a chinesa Yuanhui Fu, com 27s40.

Por outro lado, Joana Maranhão viu terminar nas semifinais sua chance de medalha nos 200m borboleta. Depois de ter, como ela mesma classificou, uma crise de pânico pela manhã, a nadadora ficou em última na sua bateria, com o tempo de 2min14s07. Ela foi a 16.ª nas duas sessões, quatro segundos atrás de 15.ª, Katerine Savard, do Canadá. O melhor tempo ficou com a espanhola Mirela Belmonte Garcia, com 2min06s53.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.