Thorpe quer mais ouro no Mundial

O nadador australiano Ian Thorpe, o "Torpedo" estabeleceu o seu segundo recorde mundial em dois dias, nos 200 m, livre, sua especialidade preferida, 1min44s69, na seletiva do torneio da Austrália para o Mundial de Fukuoka, no Japão, de 16 a 21 de junho. Dono do recorde da distância, desde o dia 23 de agosto de 1999, Thorpe havia melhorado a própria marca três vezes antes de perder a posição de primeiro do mundo para o holandês Pieter van den Hoogenband, nos Jogos Olímpicos de Sydney, em setembro. Hoogie marcou 1min45s35. Agora Thorpe deu o troco. Na revanche baixou a marca anterior em 66 centésimos de segundos. Em Sydney, nadando em casa, o jovem de 18 anos, apesar de sua condição de grande favorito havia perdido a medalha de ouro para o holandês, que nadou duas vezes em 1min45s35, na semifinal e na final olímpica. Na mesma seletiva australiana, Thorpe já havia batido o recorde do compatriota Kieren Perkins, nos 800 metros, livre, (7min41s59 contra 7min46s00), 15 minutos após nadar a semifinal dos 200 m. O triplo campeão olímpico (400 m, 4x100 m e 4x400 m) de Sydney estabeleceu, assim, o seu 13.º recorde mundial. Superou a Jon Konrads, que havia conseguido 12 recordes nos anos 50, nos 200 m, 400 m, 800 m e 1500 m, livre, e a Perkins, autor de 11 dos melhores tempos mundiais antes de deixar as piscinas, após os Jogos de Sydney. Thorpe é agora dono dos recordes mundiais nos 200 m, 400 m e 800 m. Poderá deixar o Mundial com seis medalhas de ouro, pois ainda vai nadar os revezamentos 4x100 e 4x400, livre, e 4x100 m medley. A nadadora australiana Shane Gould foi recordista mundial em todos os estilos livre, dos 100 aos 1.500 m durante sua carreira. Thorpe declarou que essa é uma façanha que não poderá igualar. "Era surpreendente ver os êxitos de Shane Gould, mas é algo que eu não acredito que poderei realizar", disse Thorpe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.