Michel Euler/AP
Michel Euler/AP

Tiago Camilo e Mayra Aguiar faturam medalha no Grand Slam de Paris

Os brasileiros faturaram prata e bronze, respectivamente, no tradicional torneio na França

AE, Agência Estado

06 de fevereiro de 2011 | 18h27

PARIS - Os judocas brasileiros Tiago Camilo e Mayra Aguiar subiram ao pódio neste domingo no tradicional Grand Slam de judô de Paris. Camilo conquistou a medalha de prata na categoria até 90 kg e Mayra ficou com o bronze (até 78 kg). Luciano Correa foi o quinto colocado no meio pesado. No sábado, Sarah Menezes também havia levado o bronze (até 48 kg).

Camilo, que venceu quatro lutas seguidas por ippon, só foi derrotado na decisão pelo ouro. Ele caiu diante do japonês Daiki Nishiyama. "A final foi equilibrada e, faltando um minuto, tentei arriscar e entrar um ouchigari. Acabei sofrendo um contragolpe. Judô é assim, é preciso tomar decisões rápidas. Fiz isso durante toda a competição, sempre buscando o ippon, o que mais sei e gosto de fazer", avaliou o brasileiro.

O judoca acumulou sua segunda final consecutiva em torneios Grand Slam. Em dezembro de 2010, também foi prata em Tóquio. "Vou avaliar a melhor estratégia de participação nas próximas competições. Estou subindo no ranking. Mas isso é consequência dos meus treinos e lutas. Sei que, competindo feliz e solto, vou chegar onde quero. Voltei a lutar com a alegria de antes e os ippons estão saindo", comentou Camilo.

Mayra Aguiar não chegou à final, mas fez bonito no tatame do Ginásio de Bercy. Ela obteve três vitórias seguidas por ippon antes de perder para a francesa Audrey Tcheumeu por yuko. "Esse ginásio aqui parece um campo de futebol! É mesmo especial conseguir uma medalha em Paris", comemorou a brasileira.

Umas das esperanças da equipe brasileira, Luciano Correa repetiu a colocação dos últimos três anos. Após vencer duas lutas, o judoca perdeu nas quartas de final do holandês Henk Groll, vice-campeão mundial em 2009 e 2010 e bronze nos Jogos de Pequim/2008.

"Fico um pouco chateado por continuar batendo na trave para ganhar uma medalha. Mas sei que é um resultado que dá pontos importantes no ranking mundial", lamentou Correa. O peso pesado Daniel Hernandes venceu na estreia, mas foi eliminado na luta seguinte pelo lituano Marius Paskevicius.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.