Tannen Maury/Efe
Tannen Maury/Efe

Tiger Woods confirma retorno às competições dez meses após grave acidente

Golfista americano fez uma publicação no Twitter nesta quarta-feira para divulgar que vai participar de torneio ao lado do filho

Redação, Estadão Conteúdo

08 de dezembro de 2021 | 15h31

Dez meses após sofrer grave acidente de carro, o golfista Tiger Woods confirmou nesta quarta-feira que vai retornar às competições na semana que vem. Ele vai disputar o PNC Championship, em Orlando, nos Estados Unidos, formando dupla com seu filho Charlie, de apenas 12 anos.

"Embora tenha sido um ano longo e desafiador, estou muito empolgado por poder competir no PNC Championship com o meu filho. Estarei jogando como pai e isso não poderia ser mais empolgante e motivo de orgulho", declarou Woods, de 45 anos, em seu perfil no Twitter.

O torneio, que conta com 36 buracos e é disputado em duplas, será o primeiro do golfista desde o acidente sofrido em 24 de fevereiro deste ano. Na ocasião, ele sofreu diversas fraturas na perna direita e até correu o risco de ter o membro amputado, segundo o próprio atleta revelou na semana passada. Acabou imobilizado por meses.

Na semana passada, Tiger Woods fez uma aparição pública no evento Hero World Challenge, nas Bahamas, no qual compareceu usando uma bota de proteção no pé direito. Em Orlando, na próxima semana, ele poderá usar aqueles tradicionais carrinhos de golfe para poder se deslocar de um buraco a outro no campo.

Na edição de 2020 do PNC Championship, o filho Charlie acabou sendo a grande atração da dupla, que terminou em sétimo lugar entre 20 parcerias na competição.

O golfista considerado o melhor da história por muitos não indicou quais serão os seus próximos passos após a competição com o filho. Na semana passada, ele afirmou que ainda teria um caminho longo pela frente até retornar ao circuito profissional.

Tudo o que sabemos sobre:
Tiger Woodsgolfe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.