Tiger Woods volta com a antiga forma

Americano disputa a primeira competição em seis meses e demonstra a concentração e a[br]habilidade conhecidas

, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2010 | 00h00

O primeiro dia de competição de Tiger Woods após um retiro de seis meses mostrou que a pressão da torcida e dos críticos não foi suficiente para tirar a concentração e a habilidade do golfista. Ontem, no primeiro dia do Masters de Augusta, o americano não terminou na liderança, mas figurou entre os primeiros colocados do evento - 7.º lugar -, bem à frente de outros rivais, como o campeão do ano passado, o argentino Angel Cabrera.

Woods praticamente monopolizou a atenção do público no Golf Club de Augusta, Georgia, que pôde ver o atleta mostrando sua esperada habilidade. Os fãs atestaram que, apesar dos seus muitos problemas na vida pessoal desde que suas aventuras extraconjugais vieram a público, não perdeu a concentração ou a vibração na hora de competir contra seus adversários. Em algumas tacadas, em que a bola deixou de entrar no buraco por pouco, lamentou efusivamente.

Polêmica. Woods virou motivo de nova polêmica ontem, ainda que não por alguma atitude imprópria. A Nike, uma de suas empresas patrocinadoras, divulgou um anúncio na TV com a foto do golfista em preto e branco e a voz de seu pai, Earl, morto em 2006, ao fundo: "Quero saber no que estava pensando. Quero saber o que sentia. Você aprendeu alguma coisa?"

A peça causou muita discussão no meio publicitário, pois muitos especialistas a consideraram de mau gosto, outras apelativa, enquanto uma terceira parte discutia se seria conveniente misturar a vida esportiva e pessoal do atleta para vender mais produtos. O público, no entanto, mostrou interesse. Somente na primeira noite de divulgação da propaganda, mais de 700 mil pessoas acessaram o material pelo site YouTube. Só não se sabe se a peça será eficiente para aumentar as vendas de tênis, camisetas e outros produtos relacionados ao golfe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.