Time aposta as últimas fichas na vaga, contra o Rio Branco

Time aposta as últimas fichas na vaga, contra o Rio Branco

O Palmeiras enfrenta o lanterna da competição, Rio Branco, com a obrigação de ganhar. Uma vitória no jogo de hoje, às 19h30, pode acalmar os ânimos no clube, que voltou a viver momento conturbado, após perder em casa, por 2 a 0, para a Ponte Preta, no sábado. No treino de segunda-feira, o goleiro Marcos se irritou com a apatia dos colegas durante coletivo e deixou o campo.

Ana Paula Garrido, O Estadao de S.Paulo

24 de março de 2010 | 00h00

Além de servir de refresco ao elenco, um resultado positivo ainda deixa o time com esperanças de classificação para as semifinais do Campeonato Paulista. Para isso, a equipe precisa vencer hoje e os três próximos confrontos contra Mirassol, Oeste e Paulista, além de torcer por tropeços dos adversários a sua frente: o Palmeiras está em nono.

A possibilidade de conseguir uma vaga no G-4, porém, já foi descartada pelo técnico Antônio Carlos Zago, logo após a derrota para a Ponte. De acordo com ele, o foco agora é a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro.

O camisa 10 do time, no entanto, ainda não jogou a toalha. "Enquanto tiver chance, tem de acreditar. Não é um milagre, depende de resultados dos adversários, que ainda terão confronto direto", disse Cleiton Xavier, em referência ao clássico entre São Paulo e Corinthians, domingo.

O meia, porém, admite que as próximas disputas não serão nada fáceis, até pelos adversários estarem próximos à zona de rebaixamento. "Tivemos tropeços com equipes inferiores. Sabemos que será difícil, até porque elas dão a vida para não cair."

Para espantar o fantasma de vencer os grandes ? o time ganhou do São Paulo e do Santos ? , e empacar nos menores, o Palmeiras tem treinado em campo reduzido, com oito jogadores para cada time. Tudo para que o grupo consiga descobrir espaços contra esquemas táticos mais fechados. "O principal é a gente sair na frente", apontou Xavier.

Escalação. O goleiro Marcos, que abandonou o treino na segunda-feira, viajou com o grupo para Araraquara, ontem cedo, e está garantido. Lincoln também está relacionado. Ainda fora de forma, o meia foi poupado contra a Ponte, mas deve atuar hoje. Nas duas partidas que jogou, Lincoln foi muito bem, com chances de virar titular. Para Cleiton Xavier, ele é bem-vindo ao grupo principal. "Quando jogador é bom, sempre cabe no time."

Outra novidade é o lateral-esquerdo Gabriel Silva, recuperado de um estiramento muscular na coxa esquerda. O zagueiro Léo e o lateral Eduardo também estão de volta, após cumprirem suspensão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.