Time de Oklahoma usa juventude para surpreender

Comendo pelas beiradas, o Oklahoma City Thunder desponta como um dos favoritos ao título da temporada 2011/12. A equipe, herdeira da franquia do Seattle SuperSonics, estreou na liga com nome e cidade diferentes em 2008 e vem acumulando bons resultados.

O Estado de S.Paulo

25 de dezembro de 2011 | 03h04

No último campeonato, por exemplo, terminou a temporada regular com o primeiro lugar da Divisão Noroeste e nos playoffs passou por Denver Nuggets e Memphis Grizzlies até cair na final da Conferência Oeste para o Dallas Mavericks, que depois ficaria com o título da NBA.

Sob a batuta da estrela Kevin Durant, a equipe aposta na força da juventude para superar os seus adversários. Com exceção do pivô reserva Nazr Mohammed, nenhum outro jogador tem mais de dez anos de experiência na liga. Durant tem somente 23 anos e obteve a melhor média de pontos da NBA nas últimas duas temporadas (25,9 pontos em 2010/11).

O time, que manteve a base da última temporada, ainda se reforçou com o bom armador calouro italiano Reggie Jackson. O técnico é Scott Brooks, que tem um elenco jovem e promissor nas mãos. O principal desafio é aumentar o poder de fogo debaixo do garrafão. Os pivôs (Serge Ibaka e Kendrick Perkins) são bons na defesa, mas sofrem no ataque. Esse, inclusive, foi um dos motivos da derrota na decisão da conferência com o Dallas Mavericks.

Fim de uma era? Se a temporada pode ficar marcada como a consagração de um time novo como o do Oklahoma City Thunder, por outro lado pode significar o "sepultamento" do Boston Celtics. O trio formado por Paul Pierce, Ray Allen e Kevin Garnett passou da casa dos 34 anos e dá sinais de cansaço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.